Notícias

Juíza nega ter beijado homem condenado à prisão perpétua e revela o que foi fazer em visita

Ela reforçou ainda em seu relato que esta é a segunda vez que via o sujeito

Juíza nega ter beijado homem condenado à prisão perpétua e revela o que foi fazer em visita

Recentemente, o vídeo de uma juíza que supostamente teria beijado um homem condenado à prisão perpétua gerou polêmica nas redes sociais. E embora o caso esteja atualmente sob investigação do Superior Tribunal de Justiça, Mariel Suárez veio a público e resolveu compartilhar sua versão dos fatos.

“Em nenhum momento o beijei”

Embora a aproximação da juíza com Cristian Omar “Mai” Bustos, Mariel reforçou que em nenhum momento teve qualquer tipo de contato íntimo, em especial com beijos, com o sujeito. Ela reforçou ainda que esta não foi a primeira vez que o visitou, que “eles não têm nenhuma relação sentimental” e que tudo tem um motivo específico. [Continua depois do destaque].

Aproveite a oportunidade e confira também:

Afinal, o que aconteceu?

Antes de mais nada, Suárez esclareceu que a proximidade se deve ao fato de que Cristian precisava compartilhar uma informação altamente sigilosa. A juíza reforçou ainda que além de sua atuação principal, ela também trabalha na área jornalística e que planeja escrever um livro sobre a vida do detento.

“Também escrevo na mídia jornalística e internacional. A partir do contato que tive com a causa, propus escrever um livro”, disse Mariel.

Por fim, investigada atualmente por “condutas inadequadas”, o fato segue sob análise do Superior Tribunal de Justiça e sem nenhuma atualização até o momento.

Você pode se interessar por:

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM