logo
Notícias 03/09/2021

Resultados insuficientes: vacina contra o HIV falha em testes de eficácia

Em experimentos, descobriu-se que ela não ofereceu proteção suficiente contra o vírus para mulheres africanas

Por : Redação

Má notícia. De acordo com o portal Gay Times (em inglês), a vacina contra o HIV da Johnson & Johnson falhou nos testes de eficácia.

Em experimentos, descobriu-se que ela não ofereceu proteção suficiente contra o vírus para mulheres da África subsaariana — o que, inclusive, foi um contratempo para quem trabalha com essa população.

Os resultados da vacina contra o HIV

O estudo Imbokodo, que estava em estágio intermediário de desenvolvimento, observou 2,6 mil mulheres de 5 países da África austral.⁠

Durante o ano passado, elas representaram mais de 60% de todas as novas infecções por HIV na região. Por esse motivo, elas foram escolhidas como prioridade no que diz respeito ao desenvolvimento da vacina.⁠

O futuro da vacina contra o HIV

Apesar do resultado decepcionante, a Johnson & Johnson afirmou que continuará desenvolvendo vacinas experimentais contra o HIV.⁠ Os testes, que estão sendo feitos na Europa e nas Américas, devem ser concluídos em março de 2024.⁠


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: