Notícias

Mulheres espancam professor de futebol e o acusam de não pagar pensão alimentícia

Estas mulheres se juntaram para agredir um professor de futebol. O caso ocorreu na Argentina

Cinco mulheres e um homem invadiram o Z1 de Neuquén, na Argentina, e começaram a agredir um professor enquanto ele dava aula. O motivo do crime seria porque ele não pagava pensão alimentícia para o seu filho.

A cena foi fotografada e os alunos entraram em pânico. Durante o ataque, o professor conseguiu escapar, mas o homem que acompanhava as mulheres o seguiu de carro e o atacou com uma garrafa na cabeça. As agressões o impediram de respirar e ele precisou receber atendimento médico.

+ NOTÍCIAS

  1. “Achei que fosse um fantasma”: família desvenda mistério da campainha que tocava todos os dias
  2. Assédio: passageiro é amarrado em voo após apalpar os seios de comissárias de bordo
  3. Atleta equatoriana denuncia técnico por irregularidades em Tóquio 2020

Ana Queupan e o professor apontaram para o Movimento dos Trabalhadores Desempregados (MTD) que o motivo do ataque era diferente.

“Eles querem ficar com a propriedade do clube porque garantem que a fundaram. Mas nós temos um contrato assinado com a Província por 20 anos para o uso da propriedade e por quatro anos no caso da SAF (Sala de Atividade Física) que nós já o fizemos. eles queriam usurpar há pouco tempo «, retrucou a líder.

“Eles são uma máfia , estão armados, não dá mais para viver assim. Temos que acabar com essa violência”, acrescentou.

LEIA TAMBÉM

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM