logo
/ UCV
Notícias 22/07/2021

Família da modelo brasileira morta no Chile deverá acompanhar sepultamento online

A família não poderá acompanhar o enterro da modelo brasileira presencialmente por conta de uma decisão do governo chileno.

A família da modelo brasileira Nayara Vit, que morreu após cair do 12º andar do prédio em Santiago, no Chile, não poderá acompanhar o sepultamento de forma presencial.

+ NOTÍCIAS

Isso porque para entrar no Chile, a família precisaria fazer uma quarentena de 14 dias. Os familiares não receberam autorização para eliminar a quarentena. O Itamaraty, em comunicado, afirmou que está prestando assistência cabível à família da vítima.

“Em caso de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, os consulados brasileiros podem prestar orientações gerais aos familiares, apoiar seus contatos com autoridades locais e cuidar da expedição de documentos, como o atestado consular de óbito. O traslado ou não dos restos mortais de brasileiros falecidos no exterior para o Brasil é uma decisão da família. Não há previsão regulamentar e orçamentária para o pagamento do traslado pelo poder público. A depender da causa da morte, a assistência consular também pode incluir o acompanhamento das investigações junto às autoridades locais”, informou.

Segundo informações do G1, a mãe da modelo mora em Porto União, no Norte catarinense, e deve assistir à cerimônia em casa que acontecerá nesta quinta-feira (22).

LEIA TAMBÉM