logo
Notícias 30/05/2021

Casal é preso no Peru por gerar conteúdo pornográfico com a filha

O casal foi preso após uma operação da coordenada pela Interpol

Uma operação internacional coordenada pela Interpol permitiu que a Polícia Peruana prendesse um casal que vendeu imagens de conteúdo sexual pela Internet com sua filha de dois meses.

No início de abril, o pessoal de inteligência especializado no Canadá e na Austrália contatou a sede da Interpol após detectar que uma pessoa compartilhou imagens que mostravam abuso sexual com um bebê e fez propostas para vender aos interessados ​​neste conteúdo.

As investigações permitiram constatar que o suspeito atuava na chamada dark Internet (Darknet) desde 2014 e que recentemente havia buscado informações sobre o tráfico de crianças e órgãos.

Depois de meses analisando e buscando informações sobre este casal, a unidade de crimes contra crianças no Peru coordenou com a polícia internacional e outras autoridades a prisão do sujeito e de sua companheira, que já estão sendo processados ​​na Promotoria de Lima Norte.

O homem era um venezuelano de 23 anos e uma mulher de 21 anos de nacionalidade peruana. Atualmente, eles estão enfrentando acusações de criação de material pornográfico que abusa da integridade de um menor.

Como está a menor?

A menor pôde ser resgatada e estava sob a proteção das autoridades do mesmo país, a informação foi divulgada pelas autoridades e pela organização policial em comunicado.

Uri Sadeh, coordenadora da Interpol, felicitou que “graças à cooperação internacional” em quatro continentes o bebê está agora “seguro e cuidado”, para que tenha “uma segunda chance”.

LEIA TAMBÉM