logo
/ Rachel Elwell
Notícias 16/05/2021

Mulher revela que perdeu U$ 150 mil em um site de encontros

A britânica, de 50 anos, conta que a experiencia em um site de encontros se tornou um pesadelo e que perdeu U$ 150 mil. Especialistas alertam que o golpe romântico é mais comum do que parece

Rachel Elwell, de 50 anos, decidiu entrar em um site de encontrou em janeiro deste ano. Ela conheceu um homem e ficou encantada. “A foto dele era linda”, lembra ela. “Ele parecia gostar das mesmas coisas que eu e ser uma pessoa aberta e genuína”, disse ela à BBC.

O que parecia ser um romance acabou se tornando um pesadelo, pois Rachel perdeu US$ 157 mil (cerca de R$ 787 mil) e acabou à beira da falência por conta desse homem que ela nunca chegou a conhecer pessoalmente.

Fraude romântica em site de encontros

Ela foi vítima da fraude romântica ou esquema de romance, como conceituam os especialistas. Pode parecer até ingenuidade dela, mas os especialistas alertam que isso pode ser mais comum que se imagina.

Action Fraud, o centro nacional de denúncias de fraudes do Reino Unido, explica a BBC que isso ocorre quando criminosos enganam pessoas para que elas enviem dinheiro, ganhando sua confiança e convencendo-as de que estão em um relacionamento genuíno.

A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos informou que em 2020 “as perdas relatadas nos chamados golpes românticos alcançaram um recorde de US$ 304 milhões (cerca de R$ 1,6 bilhão).”

Como funcione o golpe? Exemplo de Rachel

Reuters

Rachel Elwell comentou que o homem dizia que morava em uma cidade próxima da dela, mas que eles deveriam esperar um pouco para se encontrar pessoalmente, pois ele estava em uma viagem internacional para executar um trabalho.

Pouco tempo depois, ele ligou para ela dizendo que as leis teriam mudado por conta da pandemia e que ele teria que pagar impostos antes de executar o seu trabalho no Ucrânia, país que dizia estar.

Ele falou para Rachel que não poderia trabalhar até pagar os impostos e que tinha usado os fundos de pensão, vendido o carro e recorrido a agiotas.

O homem chegou até enviar um carta para ela que supostamente era da tesouro ucraniano, exigindo que ele pagasse US$ 160 mil (R$ 840 mil).

“Tudo parecia muito legítimo”, disse a mulher, que “relutantemente” concordou em mandar 45 mil libras (R$ 334 mil). Ele ainda chegou a dizer que o agiota, que estava devendo, havia enviados pessoas para bater nele e enviou fotos com marcas da agressão.

“Quando ele me disse que a vida dele estava em perigo e eu não tive mais notícias, pensei que ele tinha sido assassinado. Já imaginou se sentir responsável pela morte de alguém?”, explicou.

Enviando dinheiro ao homem, Rachel perdeu US$ 157 mil (cerca de R$ 787 mil) e acabou à beira da falência.

LEIA TAMBÉM