logo
/ Arquivo pessoal
Notícias 11/05/2021

Goiana morre de câncer após ser mantida em cativeiro e sofrer série de abusos na Bélgica

De acordo com familiares, a goiana, de 30 anos, foi morar no exterior para oferecer melhores condições de vida para suas filhas

Por : Da redação

Cristianny Fernandes de Sousa, goiana de 30 anos, morreu em Bruxelas, na Bélgica, por causa de um câncer no útero. Segundo a família informou ao G1, ela sofreu abusos e foi mantida em cativeiro.

Clea Gonçalves de Sousa, de 30 anos, sobrinha da goiana, revela que a tia se mudou em 2019 após receber uma proposta de emprego para ser faxineira de um homem que conheceu pela internet.

Com as filhas, de 5 e 9 anos, ela decidiu aceitar para oferecer melhores condições de vida para a sua família.

O homem, segundo a sobrinha, era um português que morava na Bélgica. Ela conta que ele passou a passagem para Cristianny e quando ela chegou lá ele a manteve em cárcere privado na casa dele.

“Ela chegou a relatar para a gente que havia sido estuprada pelo português que tinha feito a proposta de emprego. Ela disse que foram várias vezes”, contou a sobrinha.

Segundo a família, a goiana conseguiu fugir e procurou a polícia. Ela também recebeu ajuda do Coletivo dos Brasileiros Sem Papeis da Bélgica, que a encaminhou para um hospital.

Posteriormente, ela foi diagnosticada com o câncer. Ela acreditava que o câncer foi gerado em decorrência da infecção causada pelos abusos. “Ela lutou muito, fez quimioterapia e radioterapia, mas há dois meses estava muito debilitada. Ela disse que não tinha mais forças, não respondia ao tratamento”, contou.

LEIA TAMBÉM