logo
/ Reprodução / Metro Uk via GoFundMe
Notícias 03/05/2021

Mulher que não sabia que estava grávida dá à luz no meio do voo

Passageira teve um parto prematuro enquanto viajava de Utah para o Havaí.

As histórias de mulheres que só descobrem a gravidez durante o trabalho de parto sempre surpreendem, mas dessa vez uma passageira passou por esse momento difícil e de muita sorte durante uma viagem de avião.

De acordo com o Metro Reino Unido, a história surpreendente aconteceu na última quarta-feira (28), mas só foi divulgada agora. Tudo começou quando Lavinia Mounga, que estava viajando com sua família de Utah, nos Estados Unidos,  para o Havaí, começou a ter contrações.

Ela não sabia que estava grávida de 29 semanas, mas por sorte uma equipe de enfermeiras e o Dr. Dale Glenn estavam entre os passageiros e foram responsáveis por auxiliar o parto prematuro que aconteceu no meio do voo.

“Na metade do voo, houve uma chamada de emergência. Já vi isso antes e geralmente eles perguntam com clareza se há um médico a bordo. Esta ligação não era assim – era bastante urgente”, contou o médico.

Lani Bamfield, Amanda Beeding e Mimi Ho, três enfermeiras de terapia intensiva neonatal conseguiram trabalhar mesmo sem equipamentos especiais. O que as levou a usar cadarços para cortar e amarrar o cordão umbilical e um relógio smartwatch para medir a frequência cardíaca do bebê.

“Todos nós trabalhamos em um espaço muito pequeno em um avião, o que é bastante desafiador. Mas o trabalho em equipe foi ótimo”, revelou o Dr. Glenn.

O momento inesperada também se tornou viral no TikTok depois que a passageira Julia Hansen filmou o drama no avião, que pousou três horas depois.

@juliabernice

It’s the ‘baby being born while we’re above the Pacific Ocean’ for me

♬ original sound – Julia Hansen

As três enfermeiras visitaram a nova mãe e disseram que foi um reencontro emocionante. O pequeno Raymond nasceu prematuro com 29 semanas.

“Todos nós apenas choramos. Ela nos chamou de família e disse que somos tias dele, e foi tão bom vê-los”, disse Mimi.

Lavinia já teve alta, mas o bebê permanece na unidade de terapia intensiva neonatal até que esteja pronto para ir para casa.

“Tem sido muito avassalador. Tive muita sorte de haver três enfermeiras e um médico no avião para me ajudar e ajudar a estabilizá-lo e garantir que ele ficasse bem durante todo o voo”, disse a nova mãe.

Siga-nos
Gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para ter acesso a mais novidades: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.