logo
/ Arquivo Pessoal
Notícias 28/04/2021

Avó de 109 anos decidi não tomar a vacina da covid-19: “deixe um jovem ser vacinado em vez de mim”

A avó de 109 anos decidiu que não tomar a vacina da covid-19, pois acredita que os jovens precisam mais do que ela

Por : Da redação

Dona Petrona, uma avó de 109 anos, viveu a pandemia da gripe espanhola aos 6 aos e tem história para contar.

No entanto, na pandemia de coronavírus disse que não deseja se vacinar. “Eles são o futuro deste país e precisam disso mais do que eu. Alguém pode ser salvo com esta dose “, disse ele à Crônica.

Vale lembrar que a OMS recomenda que todos recebam vacina contra a COVID-19 logo que esta lhe for disponibilizada.

“As vacinas contra a COVID-19 protegem contra formas graves da doença e reduzem o risco de morte causado pelo vírus ao ajudar o corpo a desenvolver defesas imunitárias. Podem também ajudar a reduzir a propagação do vírus entre as pessoas; portanto, se uma pessoa optar por ser vacinada, poderá salvar muito mais vidas”, afirma a OMS.

+ NEWS

A senhora desistiu da vacina por conta da sua idade. “Já estou velho, tenho 109 anos” disse. Contudo, dona Petrona está com boa saúde e fala baixinho de sua casa, localizada no bairro de Tape Guazú, no Paraguai.

Arquivo Pessoal

“Esta vacina é mais necessária aos jovens para se protegerem desta doença. Já vivi muito tempo e vou viver ainda mais”, disse.

Em sua região, Dona Petrona é considerada a mãe da região, pois serviu como parteira empírica e ajudou centenas de mães a trazer seus filhos ao mundo. “Ele estava no nascimento de mais de 100 bebês. Ele conseguiu salvar muitas vidas assim”, confessou Nancy, uma das netas de Petrona.

LEIA TAMBÉM

Apoie
Compartilhe os nossos textos com os seus amigos. O seu apoio ajuda a manter a NOVA MULHER como um site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o nosso trabalho.

Siga-nos
Gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para ter acesso a mais novidades: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Nós também participamos do Google Notícias: