A garçonete que recebeu um bilhete de aposta premiado que a levou a ser sequestrada e enfrentar processo judiciais

Siga

Nova Mulher
Crédito: AP Photo / Mobile Register, Mike Kittrell

Uma história surpreendeu os Estados Unidos. Tonda Dickerson, uma garçonete então divorciada com quase 20 anos, recebeu um bilhete de aposta da Loteria como gorjeta em 1999. O que ela não imaginava é que ele era premiado e que isso a levaria a ser processada e sequestrada.

Uma semana após a receber o bilhete de gorjeta, a vida de Dickerson mudou para sempre. Ela ganhou $ 10 milhões na Loteria da Flórida.

Contudo, uma reviravolta ocorreu em sua vida. Isso porque seus colegas de trabalho entraram com uma ação judicial contra ela.

De acordo com o Alabama News, “o maior problema que ela enfrentou ao reivindicar seu dinheiro foram seus colegas. Em ações judiciais da época, esses colegas alegaram que quaisquer ganhos de bilhetes de loteria dados por clientes como gorjetas seriam compartilhados igualmente. Mas Dickerson acreditava que pertencia a ela”.

No entanto, colegas de trabalho também já tinham recebido bilhetes de loteria como gorjeta e testemunharam que tinham um plano para compartilhar os ganhos.

A garçonete apelou a Suprema Corte do Alabama que acabou determinando que qualquer acordo com as garçonetes da Waffle House era inaplicável, pois esse tipo de aposta era ilegal.

A ação judicial acabou sendo arquivada. Contudo, a história não acaba por aí. O ex-marido de Dickerson tentou sequestrá-la e foi baleado por ela, segundo informou o Press-Register na época.

LEIA TAMBÉM