Adolescentes desenterram 425 moedas de ouro de 1.100 anos

Heidi Levine/Pool via REUTERS

Um grupo de adolescentes que participava como voluntário em uma escavação arqueológica em Israel descobriu um recipiente de barro do século 9 já quebrado e dentro nada menos do que 425 moedas de ouro de 24 quilates.

O jarro de barro permaneceu escondido por mais de 1 mil anos. As moedas, segundo os arqueólogos, datam do califado Abássida, e representaria uma pequena fortuna na época, suficiente para comprar uma casa luxuosa em um dos melhores bairros em Fustat, a rica capital do Egito da época, de acordo com o especialista em moedas antigas Robert Kool.

O tesouro foi encontrado no centro de Israel, em um terreno que está sendo preparado para a construção de um novo bairro.

De acordo com o diretor responsável pela escavação, a pessoa que enterrou o ouro há 1,1 mil anos planejava voltar para recuperá-lo, pois havia prendido o jarro de barro com um prego no solo para que ele não se movesse do local.

Com informações do The Guardian.