logo
Saúde e Bem-estar 22/05/2021

Você janta tarde? Estes são os alimentos que você não deve comer à noite

Durante a noite, eles podem desencadear uma série de reações no seu corpo que, a longo prazo, serão prejudiciais

Por : Redação

Quantas vezes você já chegou em casa e abriu a geladeira para comer a primeira coisa à vista? Uma dieta sem cuidado pode afetar não só o seu peso, mas também a sua saúde.

Existem produtos que podem ser muito saudáveis ​​para começar o dia, mas durante a noite podem desencadear uma série de reações no seu corpo que, a longo prazo, serão prejudiciais.

Saiba mais:


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela mais recente publicação da NOVA MULHER:


O que você não deve comer à noite

Alimentos ricos em amido e carboidratos

Embora não seja aconselhável eliminar completamente os carboidratos, os especialistas pedem para reduzir o consumo de:

  • milho
  • batata
  • mandioca
  • macarrão
  • massas em geral

Frutas

Especialistas recomendam reduzir as porções por serem ricas em frutose ou escolher aquelas com menor teor calórico — como pera, maçã e abacate — e evitar frutas cítricas devido ao refluxo.

Embutidos e carnes vermelhas

O corpo leva 10 horas para digerir a carne vermelha — o que pode causar desconforto e problemas de insônia. Embutidos, como salsichas, também devem ser excluídos por conterem alto percentual de sal e gordura.

Fast-food e refrigerante

Os efeitos nocivos da fast-food no corpo são comprovados. O alto teor de carboidratos e gorduras não os torna o alimento ideal se você deseja manter uma vida saudável.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar um tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de jornalistas e redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: