Saúde e Bem-estar

Vitamina D pode proteger contra casos graves de covid-19, segundo estudo

A hipovitaminose D está associada a maiores riscos de infecções respiratórias virais e bacterianas

Um estudo (em inglês) realizado pelo Trinity College Dublin, na Irlanda, e pela Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, indica que a radiação ultravioleta, da qual se obtém a vitamina D, protege contra doenças graves, incluindo os sintomas mais graves de covid-19.

A análise, que incluiu 417.342 britânicos e que não envolveu aspectos como estilo de vida e fatores demográficos, indica que a hipovitaminose D está associada a maiores riscos de infecções respiratórias virais e bacterianas.

É recomendado tomar suplementos?

A pesquisadora do estudo Lina Zgaga reconhece que mais estudos precisam ser feitos.

“Como os suplementos de vitamina D são seguros e baratos, é definitivamente aconselhável tomá-los e se proteger contra a deficiência, especialmente no inverno”, disse.

Este composto não é obtido apenas com a luz solar ou suplementos, também existem alimentos como peixes, carnes, ovos e sementes de girassol.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também

  1. Giovanna Ewbank revela sua rotina de beleza para uma pele saudável
  2. Grey’s Anatomy: Nova foto dos bastidores da 18ª temporada deixa fãs emocionados; ‘[SPOILER] está de volta’
  3. Juliette, Pabllo Vittar, Manu Gavassi são destaques no MTV Miaw e Luiza Sonza sai sem nada; confira os vencedores

Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias:

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM