Saúde e Bem-estar

O que NÃO fazer se você tiver uma infecção urinária

Ter uma infecção do trato urinário é um problema que atinge mais as mulheres e pode ter consequências drásticas

Ter uma infecção do trato urinário é um problema que atinge mais as mulheres do que os homens e pode ter consequências drásticas, como afetar irreversivelmente os rins.

O Hospital Victoria Eugenia (em espanhol), na Espanha, alerta que a infecção na urina é uma colonização e multiplicação microbiana, especialmente bacteriana, que afeta a bexiga.

Também explica que as mulheres têm mais incidentes porque a uretra é mais curta e mais próxima do ânus. Eles são mais suscetíveis à infecção após a relação sexual ou ao usar diafragma para prevenir a gravidez.


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:

  1. Mulher é encontrada em área onde vivem apenas ursos

Os sintomas de infecção urinária

O risco de as mulheres desenvolverem uma infecção do trato urinário ou cistite também pode aumentar com o início da menopausa; bem como por sofrer de diabetes, estar em período de gestação ou por esvaziamento inadequado da bexiga.

Sintomas como dor ao urinar, micção frequente, dor suprapúbica e febre podem indicar infecção urinária.

Iván Sáez, urologista da clínica da Universidad de los Andes (em espanhol), explica que os sintomas das infecções urinárias variam de acordo com o órgão envolvido.

Da mesma forma, é motivo suficiente para visitar o especialista e recorrer ao diagnóstico após o estudo da cultura de uma amostra de urina do paciente.

O que NÃO fazer com uma infecção urinária

Resistir à vontade de urinar

Pode afetar o trato urinário, uma vez que os germes que flutuam na bexiga ficam retidos e podem piorar a condição.

Parar de beber água

Se você não ingerir pelo menos dois litros de água por dia, as bactérias que causam a infecção urinária têm maior probabilidade de proliferar.

Consumir produtos que agravam os sintomas

Durante uma possível infecção urinária devemos evitar café, álcool, bebidas ácidas, adoçantes artificiais e refrigerantes, entre outros alimentos.

Fazer sexo

Teoricamente, a penetração pode “empurrar” bactérias que causam infecção, por isso é recomendável evitar encontros íntimos.

Atrasar a visita ao médico

Não receber atendimento médico, enquanto os sintomas persistirem, irá gerar mais riscos de sofrer uma condição mais grave.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também

  1. Mulher é encontrada em área onde vivem apenas ursos
  2. 2 filmes da Netflix que demonstram o perigo de um relacionamento tóxico
  3. Manchas na pele: acabe com o problema com esta máscara caseira de limão e óleo de coco

Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias:

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM