Estilo de Vida

Esta é a frequência com que você deve lavar a roupa de cama para se livrar de germes e insetos

Além de vírus e bactérias, há fungos e pequenos insetos que podem se alojar entre as camadas de roupa de cama

A combinação de suor, saliva e até partículas de alimentos cria o ambiente perfeito para o desenvolvimento de um grande número de germes, segundo pesquisas (em inglês) que analisaram leitos hospitalares.

De acordo com o portal Meganoticias (em espanhol), além de vírus e bactérias, há fungos e pequenos insetos que podem se alojar entre as camadas de roupa de cama. Por isso, é preciso estar atenta à higiene. Saiba mais:

A sua roupa de cama pode estar cheia de micróbios

A sujeira do corpo e do ambiente pode causar danos à saúde. O acúmulo de pele morta, assim como de ácaros, é capaz de desencadear reações alérgicas e problemas respiratórios.

A frequência com que você precisa lavar os lençóis

Philip Tierno, professor de patologia e microbiologia da Universidade de Nova York, disse à revista Women’s Health (em inglês) que o ideal é lavar a roupa de cama pelo menos 1 vez por semana.

Já a Academia Americana de Dermatologia (em inglês) sugere que as fronhas sejam substituídas 2 ou 3 vezes por semana.

Em situações especiais, deve haver mais frequência, como as pessoas que babam e usam produtos cosméticos antes de dormir.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também

  1. 2 filmes da Netflix que demonstram o perigo de um relacionamento tóxico
  2. Manchas na pele: acabe com o problema com esta máscara caseira de limão e óleo de coco
  3. ‘Virgin River’: Netflix renova série de sucesso; programa terá 4ª e 5ª temporadas

Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias:

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM