logo
Estilo de Vida 13/04/2021

Contato zero: você pode dizer ‘adeus’ aos familiares tóxicos sem culpa

Não é egoísmo colocar sua sanidade em primeiro lugar

Por : Redação

A família sempre foi associada à ideia de que é um refúgio com o qual você pode contar sempre. Porém, nem todas as pessoas têm a sorte de ter um núcleo de amor e compreensão.

Desde que éramos crianças, fomos ensinados a viver com os nossos familiares: devemos respeitar os pais, avós, tios e primos porque, sendo família, são eles que nos conhecem melhor e que farão de tudo para o nosso bem-estar.

O que acontece quando não é o caso?

Uma família é tóxica quando, na dinâmica dos seus membros, existem padrões de abuso, discriminação, conflito, distanciamento emocional, violência verbal e manipulação.

Todos nós temos alguém em nossa família com essas características. Pessoas que só pensam em si mesmas, que nos manipulam, que brincam com nossas emoções.

Embora falar sobre isso seja complicado, os especialistas dizem que ter parentes tóxicos em nosso círculo pessoal pode afetar seriamente nossa qualidade de vida.

Cortar laços com familiares tóxicos: um ato de amor próprio

À medida que crescemos, percebemos que nem tudo é lindo na família, e que ter o mesmo sangue não garante uma convivência saudável nem uma preocupação ou amor genuíno pelo outro.

A realidade é que, muitas vezes, dentro da nossa própria família, são as pessoas que mais nos prejudicam e não temos que normalizar.

Você não precisa permitir que sua família rompa com sua estabilidade emocional, prejudique sua integridade ou controle a sua vida.

É muito válido querer fugir e romper os laços com quem te machuca. Quem pertence à sua família não precisa fazer você se sentir culpado. Longe da ideia de “passar por cima”, para muitas pessoas a única maneira de curar é fugir do relacionamento tóxico.

Não é egoísmo colocar sua sanidade em primeiro lugar

Pare de minimizar e negar o dano que essa pessoa lhe causa e aceite que é um abuso. Desista da ideia de que isso vai mudar e que você deve suportar tais abusos porque a realidade é que as pessoas tóxicas raramente mudam seus comportamentos abusivos.

Aplicar o contato zero com um membro da família

O contato zero consiste em estabelecer um prazo para suprimir qualquer forma de contato com a pessoa em questão. Embora esteja principalmente associado a relacionamentos, também funciona com a família e até com amigos.

Para alguns, isso pode ser uma solução muito contundente, mas quando eles suportaram muito ou se esforçam para melhorar e nada muda, é muito válido (e necessário) escolher sair de lá.

Não se trata apenas de eliminar o contato físico, ou seja, não se trata apenas de evitar o encontro com a pessoa em uma reunião. Você também deve evitar falar com ele por telefone, mensagem ou redes sociais. Muitas vezes, isso envolve cortar pessoas relacionadas a ele.

Reserve um tempo para absorver suas emoções e peça ajuda, se necessário

Ninguém precisa fazer você se sentir mal por quem você é ou pelo que faz da sua vida. Ninguém precisa julgá-lo para assumir o controle sobre você. Não dê a eles o poder de torná-lo menos ou de se submeter ao que desejam.

Cerque-se de pessoas que contribuem para sua paz de espírito. Se você sentir que a situação o está oprimindo, não hesite em entrar em contato com um especialista para orientá-la durante o processo de cura.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: