logo
Saúde e Bem-estar 08/09/2021

Consumo regular de chá aumenta a criatividade, garantem cientistas

Os pesquisadores descobriram que uma xícara diária melhora o desempenho cognitivo

Por : Redação

Um estudo publicado na revista científica ScienceDirect (em inglês) sugere que o consumo regular de chá tem benefícios cognitivos, bem como recompensas para a saúde em geral.

Segundo o psicólogo Lei Wang, da Universidade de Pequim, na China, os pesquisadores recrutaram 100 pessoas para resolver quebra-cabeças e completar associações de palavras em vários graus de dificuldade.

Primeiramente, cada sujeito recebeu uma xícara de água ou de chá preto para beber, ambos em torno de 42 graus. Os cientistas descobriram que os bebedores de chá se saíram melhor do que os bebedores de água quando receberam uma tarefa criativa com alto nível de dificuldade.

No entanto, os benefícios de uma xícara de chá foram considerados pequenos quando o desafio em questão era de um nível de dificuldade mais baixo.

Além disso, os pesquisadores descobriram que os participantes do grupo do chá estavam mais felizes e mais interessados ​​na tarefa do que os do grupo da água.

“Os resultados são de importância prática para aqueles que se dedicam ao trabalho criativo ou que estão propensos ao cansaço”, concluiu a investigação.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: