Saúde e Bem-estar

Candidíase vaginal: os alimentos que você deve comer para evitar o problema

Essa infecção vaginal por fungos afeta, em média, 3 em cada 4 mulheres em algum momento da vida

De acordo com o portal Meganoticias (em espanhol), a candidíase vaginal é recorrente. Segundo a Mayo Clinic (em espanhol), essa infecção vaginal por fungos afeta, em média, 3 em cada 4 mulheres em algum momento da vida.

O problema não é considerado uma doença sexualmente transmissível (DST) e causa irritação, secreção e coceira intensa na vagina, na vulva e nos tecidos da abertura vaginal.

Alimentos para prevenir a candidíase vaginal

Sempre que houver suspeita de quadro de candidíase vaginal, é importante ir ao ginecologista, pois os sintomas dessa doença podem ser confundidos com vaginose bacteriana.

A nutricionista María Real Capell afirma que, com uma alimentação adequada, o problema pode ser resolvido. O plano, de 8 a 12 semanas, consiste em cortar uma série de alimentos e aumentar a ingestão de outros.

Saiba mais sobre o tema a seguir:


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:

  1. 2 filmes da Netflix que demonstram o perigo de um relacionamento tóxico

A dieta

Na primeira fase da dieta, o açúcar deve ser eliminado, pois é o ingrediente preferido do fungo. Sal, vinagre, fermento e bebidas alcoólicas também devem ser evitados.

As bebidas energéticas também estão na lista dos proibidos, e é importante não misturar os tipos de proteínas. Nessa mesma fase, é aconselhável consumir especiarias como alho, tomilho, orégano e alecrim, que são antifúngicos.

Gorduras saudáveis ​​— como azeite de oliva extravirgem e óleo de coco prensado a frio — devem ser incluídas, assim como ghi.

Frutas, sementes que fornecem ômega 3, vegetais de folhas verdes, bem como grãos inteiros também fazem parte da lista de alimentos a serem consumidos.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também

  1. 2 filmes da Netflix que demonstram o perigo de um relacionamento tóxico
  2. Manchas na pele: acabe com o problema com esta máscara caseira de limão e óleo de coco
  3. ‘Virgin River’: Netflix renova série de sucesso; programa terá 4ª e 5ª temporadas

Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias:

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM