logo
Saúde e Bem-estar 07/09/2021

Beber álcool na adolescência pode aumentar as chances de desenvolver câncer de mama

Quanto maior o consumo, maiores as chances de terem câncer após a menopausa

Por : Redação

Um estudo (em espanhol) mostrou que o consumo de álcool, principalmente durante a adolescência, estaria associado a um maior risco de desenvolver câncer de mama.

O pessoal de 23 hospitais de 9 comunidades autônomas de Madrid participou da pesquisa. Das 2.034 pessoas envolvidas, verificou-se que 77,6% delas consumiram álcool em graus diferentes:

  • A maioria dos participantes consumiu menos de 5 gramas de álcool por dia, em diferentes estágios de desenvolvimento.
  • O segundo grupo é formado por aqueles que ingeriram pouco álcool na adolescência até moderar o consumo na idade adulta.
  • No terceiro, passaram do consumo moderado para o leve.
  • E o último, com aqueles que aumentaram o consumo da adolescência para a idade adulta.

De todos os grupos identificados, determinou-se que quanto maior o consumo, maiores as chances de terem câncer após a menopausa — principalmente naqueles que pertencem ao último grupo, que dobraria as chances de diagnóstico.

Aparentemente, estaria relacionado ao efeito do álcool sobre os hormônios reprodutivos na adolescência, fase em que ocorre a maturação sexual e o desenvolvimento das glândulas mamárias.

“Isso pode ser explicado pelo efeito do álcool no aumento dos níveis de estrogênio, que pode ser mais importante nas mulheres na pós-menopausa”, explicou Carolina Donat, membro do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Autônoma de Madrid.

“E ainda mais proeminente naquelas com menos gordura corporal, já que o tecido adiposo é a principal fonte de estrógenos após a menopausa”, completou.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: