logo
Comportamento e Relacionamento 06/07/2021

As mensagens de texto podem indicar se seu relacionamento é tóxico ou saudável

Enviar mensagens de texto pode ser algo decisivo para o relacionamento com o seu parceiro

Por : Redação

Cada relacionamento é diferente. Porém, em quase todos eles, as mensagens de texto têm uma grande influência. É incrível como a tecnologia se tornou decisiva para a conexão entre duas pessoas.

Enquanto para algumas pessoas é essencial enviar mensagens constantemente, outras preferem manter o mistério vivo e responder apenas algumas vezes por dia.

Em ambos os casos, a situação pode ser perigosa. Embora o envio de mensagens com frequência possa sufocar o outro, fazê-lo de forma intermitente pode levar a interpretações errôneas, como falta de interesse.

Os significados

Decifrar a verdade por trás de uma mensagem é complicado, mesmo para especialistas em relacionamento

Um estudo da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, sugere que mensagens de texto quase sempre têm uma má reputação quando se trata de relacionamentos, pois atua como um caminho para a desconexão.

Segundo a pesquisa, conforme o relacionamento progride, o significado das mensagens e a frequência com que são enviadas mudam a intensidade da conexão. Além disso, também há pressão social sobre como uma mensagem deve ser e com que frequência deve ser enviada para considerar um relacionamento “verdadeiro” ou “duradouro”.


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:


O excesso de mensagens

No início de um relacionamento, enviar mensagens de texto é normal, mas pode ser um indicador de dependência em vez de interesse real — o que se torna tóxico.

Portanto, se você está com o seu parceiro há muito tempo e ele ainda espera mensagens de texto constantes, pode não ser um bom sinal.

Então, como você pode saber se um relacionamento é saudável ou não em termos do estilo de mensagem de texto que você troca?

A palavra final

O estudo assegura que não é a frequência, mas a necessidade dos textos. Quando uma pessoa depende muito das mensagens de texto que deve receber do seu parceiro, isso cria uma falsa sensação de segurança que não se baseia no contato real dessa pessoa.

Um remédio para evitar cair nessa dependência de atenção é ter uma conversa cara a cara e ler as suas mensagens de texto em voz alta, em seguida, comparar como ambos se ouviram e reagiram ao que disseram em seus textos.

Você percebe a diferença? Uma mensagem de texto pode ser mal interpretada de várias maneiras e você pode recebê-la em um tom diferente do que a outra pessoa escreveu. 

Claro, alguns casais só enviam mensagens de texto para necessidades, enquanto outros fazem “check-in” constantemente. Nenhum deles é necessariamente saudável ou tóxico.

O importante é que cada um compreenda o estilo de comunicação do outro e que ambos cheguem a um acordo sobre a frequência das mensagens e a forma como serão comunicadas em cada situação.

Fonte: Nueva Mujer (em espanhol)


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: