logo
Saúde e Bem-estar 07/07/2021

Afrodisíacos naturais: 4 alimentos que aumentam o apetite sexual

Eles afetam os hormônios, principalmente aqueles ligados ao sexo, de maneira que promovem a excitação

Por : Redação

Se a sua libido diminuiu, leia este texto com atenção 🔥 De acordo com o portal Meganoticias (em espanhol), especialistas recomendam deixar as preocupações de lado e consumir alguns afrodisíacos naturais.

Essas substâncias afetam os hormônios, principalmente aqueles ligados ao sexo, de maneira que promovem a excitação. Saiba mais sobre o tema a seguir:

Afrodisíacos naturais 

Macoa ou paca-peruana

Esta planta nativa do Peru pode ter um efeito afrodisíaco, pois ajuda a ter um maior suprimento de sangue, portanto, pode reduzir os problemas de ereção. Ele também energiza e regula o sistema endócrino.


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:


Morango

Reprodução/Pixabay

Essa fruta cítrica afeta as glândulas endócrinas, libera o estresse do corpo e também facilita o desejo sexual necessário, principalmente quando ingerida durante uma noite romântica.

Ginkgo biloba

Esta planta tem vários benefícios, entre os quais melhora a memória e a concentração, mas também é benéfica para melhorar a disfunção erétil. Além disso, promove uma melhor circulação sanguínea no corpo e aumenta o oxigênio no cérebro.

Ginseng

Atua como um afrodisíaco natural e as suas qualidades medicinais são reconhecidas, mas o consumo excessivo deste suplemento alimentar pode causar ansiedade e nervosismo.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: