logo
Saúde e Bem-estar 09/07/2021

6 remédios caseiros eficazes contra a caspa

A caspa é uma condição comum, mas, ao mesmo tempo, desagradável. Por sorte, existem opções naturais que podem aliviar esse problema

Por : Redação

A caspa é uma condição comum, mas, ao mesmo tempo, desagradável. De acordo com o portal Verywell Health (em inglês), a caspa afeta 50% da população adulta nos Estados Unidos e se manifesta com coceira, descamação e couro cabeludo oleoso.

Por sorte, existem opções naturais que podem aliviar essa condição. Veja a lista sugerida pelo portal Meganoticias (em espanhol):

Suco de cebola

A cebola é rica em enxofre e possui propriedades antibacterianas. Massagear o couro cabeludo com suco de cebola estimula o crescimento do cabelo e remove a caspa rapidamente, segundo o jornal El Español (em espanhol).

Bicarbonato de sódio

Devido às suas propriedades esfoliantes, o bicarbonato de sódio é eficaz na erradicação de gordura e restos de pele morta. Esse pó também é um poderoso antifúngico, que pode ajudar a combater o fungo responsável pela caspa.

Vinagre de maçã

Estudos citados pelo portal Heathline (em espanhol) afirmam que o vinagre de maçã é eficaz no combate à caspa.


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:


Ômega 3

A secura e a caspa têm sido associadas a uma baixa ingestão de ácidos graxos ômega 3. Essa gordura saudável, encontrada em nozes, peixes e moluscos, ajuda a prevenir esses distúrbios.

Óleo de coco

Combinado com o suco de limão, o óleo de coco alivia fungos e coceira. Recomenda-se aplicar entre 3 a 5 colheres de sopa do preparado para combater a caspa.

Babosa

A babosa é perfeita para aplicar como um banho de creme por 30 minutos. Em seguida, deve ser bem enxaguada. Esse processo ajuda a combater a caspa.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: