logo
/ Unsplash
Estilo de Vida 26/04/2021

5 regras básicas que você deve seguir para cuidar de sua pele oleosa

Ela é brilhante e com poros abertos e gordura acumulada, o que pode levar ao aparecimento de problemas como cravos e espinhas

Por : Redação

A pele oleosa costuma apresentar características particulares. Ela é brilhante e com poros abertos e gordura acumulada, o que pode levar ao aparecimento de problemas como cravos e espinhas.

Fique atenta, porque a NOVA MULHER dá algumas dicas para cuidar da sua pele oleosa:


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:


5 regras básicas para cuidar da pele oleosa

Lave o rosto duas vezes ao dia

A pele oleosa é mais propensa ao acúmulo de sujeira. Para mantê-la saudável, é recomendado que você a lave pela manhã, antes de se maquiar, e à noite, antes de dormir.

Use creme hidratante

Embora muitos acreditem que esse tipo de pele não precisa de hidratação, a realidade é que sim. Basta ter certeza de comprar produtos especiais para pele oleosa e usá-los somente à noite, pois durante o dia você pode estimular a oleosidade.

Esfolie uma vez por semana

Você pode comprar um gel esfoliante perfeito para aplicação diária ou escolher um creme esfoliante para remover as células mortas uma vez por semana. Isso ajudará você a manter os poros fechados.

Aplique produtos em pó

A maquiagem pode aumentar a oleosidade da pele, e uma maneira de evitar isso é escolhendo uma base para pele oleosa com acabamento fosco. Blushes e sombras em pó são os melhores para você.

Use protetor solar

Escolha um protetor solar especial para pele oleosa que evite que os raios ultravioleta abram os poros e aumentem a transpiração.

Também é importante que você cuide da alimentação evitando gorduras saturadas e beba pelo menos dois litros de água por dia para mantê-la hidratada.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: