Sexualidade

Masturbação após os 40 anos: tabu ou liberdade?

Abrace o seu corpo

A masturbação faz parte da vida da mulher desde cedo e em hipótese alguma deve ser tratada como tabu, seja qual for a sua idade.

Para algumas pessoas, a masturbação após os 40 anos pode ser considerada um tabu devido a ideias pré-concebidas sobre sexualidade associadas ao envelhecimento. Pode haver estigmas sociais ou crenças pessoais que criam um senso de vergonha ou desconforto em relação à masturbação em idades mais avançadas.

No entanto, para muitas outras pessoas, a masturbação após os 40 anos é vista como uma expressão saudável de sexualidade e autodescoberta. À medida que as pessoas envelhecem, muitas vezes se tornam mais confortáveis com seus corpos e desejos sexuais, e a masturbação pode desempenhar um papel importante na exploração e satisfação sexual.

Recomendados

A masturbação não tem limite de idade e é uma prática sexual normal e saudável, independentemente da idade. Pode ajudar a aliviar o estresse, promover o relaxamento, melhorar o humor e aumentar a autoestima. Além disso, pode ser uma maneira segura de explorar a própria sexualidade e aprender sobre as preferências pessoais.

É importante lembrar que a sexualidade é uma parte natural e normal da vida humana, e não há uma idade limite para desfrutar da intimidade consigo mesmo. O importante é que a masturbação seja praticada de forma consensual, respeitosa e segura.

Se alguém se sente desconfortável ou envergonhado em relação à masturbação após os 40 anos, pode ser útil explorar esses sentimentos com um parceiro de confiança, terapeuta sexual ou profissional de saúde mental. A terapia sexual pode oferecer um espaço seguro para discutir questões relacionadas à sexualidade e ajudar a pessoa a se sentir mais à vontade consigo mesma e com suas práticas sexuais.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM