Estilo de Vida

‘A sociedade da neve’: o que pode acontecer se você comer carne humana?

Mostramos o quão perigoso o canibalismo, mostrado no filme, pode ser

Escena de la película 'La sociedad de la nieve'
Cena de 'A sociedade da neve' Divulgação (Netflix © 2024)

Assim como é relatado em ‘A sociedade da neve’, livro e filme baseados na história de sobrevivência dos 16 passageiros do voo 571 que caiu nos Andes em 1972, o mais difícil e assustador para muitos foi o fato de terem que sobreviver comendo seus companheiros mortos. Mas o que pode acontecer com uma pessoa se ela comer carne humana?

ANÚNCIO

De fato, embora o canibalismo seja um tabu na sociedade ocidental e em outras (sendo até criminalizado tanto na vida real quanto na ficção, com assassinos como Hannibal Lecter), é uma prática que existe em algumas espécies do reino animal.

Claro, também tem existido desde os primórdios das civilizações e ainda é praticada em algumas tribos.

Isso, como sobrevivência, ou de forma ritual. Foi até uma prática aceita em contextos medicinais da China e do Ocidente ao longo dos séculos, como explica o livro 'Canibalismo: uma história perfeitamente natural', de Bill Schutt.

No entanto, existem vários tipos e estudos que mostram o que aconteceria se basicamente seguíssemos uma dieta (não como no filme, que foi por mera sobrevivência) onde se comesse carne humana.

Isso é o que pode acontecer ao corpo humano

De acordo com o portal Medical News Today, conforme mencionado em um artigo científico de 2022, existem as mesmas implicações de comer um onívoro (como o porco). Isso inclui todas as consequências, incluindo doenças.

Por outro lado, também se fala que é possível contrair doenças que vão desde a E. Coli e doenças transmitidas pelo sangue como a hepatite ou o HIV.

ANÚNCIO

Isso, se a carne não for preparada corretamente, como revela um artigo científico de uma pesquisa publicada na revista ‘Proceedings of The Royal Society’, de 2007.

Da mesma forma, outro tipo de consequências variam de acordo com o contexto: como narrado pelos sobreviventes do voo dos Andes, depois de comerem seus companheiros, eles sofreram de uma terrível constipação.

Mas existem casos específicos em que ocorreram doenças mortais devido ao consumo contínuo de carne humana.

Kuru: os canibais que morreram infectados

Na década de 1950, a doença de Kuru foi descoberta na tribo Fore, na Nova Guiné.

É uma doença neurodegenerativa infecciosa causada por uma partícula alterada de tecido cerebral. Isso é chamado de príon.

Pode ser incubado por 30 anos e é letal: seus pacientes morrem após um ano. Isso ocorre por comer cérebros de forma ritual.

A doença do kuru causa perda de coordenação e controle dos músculos. Isso pode levar à morte.

Os membros da tribo desenterravam os cadáveres e comiam os cérebros decompostos e cheios de vermes para que a sabedoria lhes fosse transmitida.

Graças às leis coloniais australianas, sua prática foi abolida. Os últimos infectados morreram em 2009.

O que se sabe?

O sabor varia, de acordo com depoimentos. É associado com frango, ou porco, ou as referências gastronômicas que se associam ao consumidor.

O canibalismo é apenas de sociedades "pouco desenvolvidas"?

É preciso entender que a palavra tem uma origem colonial. Foi usada para descrever as práticas de guerra do povo Arawak e esse mito ainda é discutível.

E é preciso entender que em lugares como a América do Norte Colonial ou a Rússia pré-guerra (Segunda Guerra Mundial) e durante a guerra, foi uma prática de sobrevivência, assim como aconteceu em ‘A sociedade da neve’.

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias