Saúde e Bem-estar

Saúde mental! 5 recomendações simples para você conseguir escolher um bom psicólogo

Um bom psicólogo não deve somente ser capaz de fazer uso de seus conhecimentos, mas também ter habilidades de escuta e comunicação.

Terapia
Reprodução/Pexels (pexels.com)

Nos últimos anos, a perspectiva de muitas pessoas em relação à terapia mudou, e a busca por sessões com um psicólogo têm se tornado cada vez mais comum.

ANÚNCIO

Melhorar a produtividade, aprender a enfrentar os problemas e encontrar soluções lógicas para os conflitos internos e externos são alguns dos motivos para ir à terapia.

Por isso, é fundamental estabelecer uma relação confortável e de confiança com o profissional que irá lhe atender, para que as sessões sejam sempre leves e seguras. No entanto, como conseguir escolher um bom psicólogo?

Recomendados

O momento da escolha pode ser difícil para muitas pessoas, porém seguindo as recomendações certas você pode obter êxito no final. Portanto, que tal conhecer algumas dicas simples para conseguir um bom psicólogo? Confira 5 a seguir, extraídas do portal Melhor Com Saúde:

1. Se informe primeiro

Há diversos mitos e ignorâncias sobre o que significa começar uma terapia. Entretanto, existem múltiplas correntes e abordagens a partir das quais esses tipos de profissionais trabalham. Ainda que não se trate de estudar cada uma das opções, é importante descobrir o que você procura.

A psicologia possui um amplo campo de trabalho, por isso existem especialistas em determinados tópicos. Desta forma, se você têm interesse em trabalhar questões ligadas à família ou ao trabalho, por exemplo, buscar um profissional que atue nessas áreas pode ser muito eficaz.

2. Tenha certeza de que é um profissional

A psicologia é uma profissão regulamentada porque trabalha com a saúde mental das pessoas. Por isso, na hora de escolher um psicólogo, é fundamental procurar profissionais em sites voltados para isso. Além do mais, todos os psicólogos devem ter seu registro para a atuação.

3. Observe se leva o trabalho a sério e com profissionalismo

Durante as sessões de terapia, enquanto você conta suas questões, é importante observar se o profissional está realizando conjecturas e uma leitura da situação, principalmente nas primeiras sessões, onde ele deve reunir informações que são a base para esclarecer um diagnóstico.

Da mesma maneira, ele deve procurar negociar os dias de consulta, os horários convenientes, indicar seus honorários, entre outros aspectos que compõem a relação de trabalho. Assim, é dado a cada encontro um enquadramento que o diferencia de um bate-papo com amigos.

4. Analise se deixa você à vontade

Um psicólogo não deve somente ser capaz de fazer uso de seus conhecimentos, porém também ter habilidades de escuta e comunicação para poder realizar comentários e observações adequadas que atendam ao paciente. Isto envolve não apenas o nível verbal, mas também o gesto, a postura, o tom de voz, etc. Em uma terapia, todos os detalhes contam.

5. Verifique se faz comentários e devoluções

Há algumas abordagens teóricas que são menos complicadas, mas um psicólogo tem que ser capaz de dar informações sobre o que está acontecendo com o paciente. Além do mais, deve mencionar suas hipóteses e sua proposta de trabalho.

O objetivo da terapia é conseguir identificar os aspectos que não fazem bem ao paciente e, sobretudo, potencializar seus recursos saudáveis. Por isso, é importante que o psicólogo compartilhe suas apreciações e ajude você a gerar esse empoderamento.

· · ·

Leia também:

https://www.novamulher.com/estilo-de-vida/2023/06/18/habitos-diarios-que-podem-deixar-os-seios-caidos-e-voce-deve-evitar-o-quanto-antes/

https://www.novamulher.com/estilo-de-vida/2023/06/17/fique-atenta-esses-sao-os-sinais-de-que-voce-esta-bebendo-pouca-agua/

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias