Comportamento e Relacionamento

Mulher é elogiada após ‘sequestrar’ bebê e causar ataque de pânico no pai da criança: ‘Ia chamar a polícia’

Ela recebeu diversas mensagens de apoio após relatar o ocorrido.

rep

Uma mulher, de 29 anos, revelou ter ‘sequestrado’ o próprio bebê de quatro meses para dar uma lição no pai da criança. Após notar que a menina teria sumido, o homem teve um ataque de pânico. O relato, que logo viralizou no Reddit, contou com diversas mensagens de apoio à mulher.

“Voltei a trabalhar recentemente depois de ter minha filha. A creche é muito cara, então meu marido concordou relutantemente em ficar em casa. É importante ressaltar que ele está desempregado desde 2021″, iniciou o relato.

“Ele recebe benefícios. Também é dizer saber que ele é extremamente preguiçoso. Não cozinha, não limpa ou ajuda de forma alguma. Estava nervosa por deixá-la em casa com o pai, mas não tive escolha. Quando voltei do trabalho, [minha filha] estava limpa e dormindo. Nas próximas vezes que voltei para casa, ele estava brincando com ela, alimentando-a ou saindo para passear com ela. Fiquei feliz”, iniciou o relato, por meio do usuário AdditionFamiliar655.

Recomendados

“Alguns dias atrás, minha vizinha me disse que quando saio, o bebê chora por horas. Ela contou que bateu na nossa porta e [meu marido] finalmente atendeu. Ele estava dormindo. Concluí que ele dorme o dia todo e direito. Antes de eu voltar para casa, ele finge se importar com ela”, constatou a autora do relato.

Sequestro e ataque de pânico

De acordo com a mulher, certo dia ela resolveu tirar folga de seu trabalho, mas saiu de casa no horário habitual. Depois de aguardar 30 minutos, foi para casa e encontrou seu marido dormindo com fones de ouvido.

Em seguida, a mulher pegou sua filha e a levou para casa de seus amigos. Passadas duas horas, ela ligou para o marido para avisá-lo que chegaria mais cedo. Ao notar que a criança não estava em sua posse, o homem entrou em desespero, comunicou a esposa e disse que ligaria para a polícia.

“Antes disso eu contei o que fiz. Ele me chamou de idiota e um monte de outras palavras também. Quando cheguei em casa, a mãe dele estava lá ‘acalmando seus nervos’ porque ele teve um ataque de pânico. Ela também me chamou de idiota. Meu marido decidiu dormir na casa [da mãe]. Os membros da família estão me dizendo que sou uma pessoa terrível. Eu sei que foi extremo, mas não sei se me consideraria uma idiota”, finalizou.

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por: “Mulher é ‘abraçada’ por web após se recusar a cuidar de irmã autista do namorado: ‘Rapidamente disse que não’”

Após terminar o relato, o texto viralizou no Reddit e a mulher recebeu diversas mensagens de apoio. Por outro lado, seu marido sofreu diversas críticas.

“Dormir com fones de ouvido com cancelamento de ruído como o único adulto em casa cuidando de uma criança de 4 meses? Você absolutamente não foi idiota [por ter ‘sequestrado’ a filha]”, disse um internauta com cerca de 10 mil votos em seu comentário.

“Ele não é um cuidador adequado para sua filha. Se eu fosse você, consideraria completamente o relacionamento”, alertou outro usuário da rede social.

“Alguém poderia realmente ter sequestrado sua filha. Ou ela pode ter ficado doente ou engasgada ou precisar de uma troca de fralda. Ele está negligenciando seu bebê. Eu não posso acreditar que a mãe dele (a avó dela) não o confrontou por causa disso. Encontre uma boa creche e deixe-a. Normalmente não encorajo o divórcio, mas não tenho certeza se poderia confiar naquele homem novamente. Idem para a mãe dele”, observou outro internauta.

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM