Saúde e Bem-estar

Driblar a ansiedade da academia pode ser mais fácil do que você imagina

É hora de ter a mente acima do corpo

Driblar a ansiedade da academia pode ser mais fácil do que você imagina

Há quem ame, há quem odeie, mas não podemos deixar de negar que a academia é um lugar muito buscado para quem quer fazer uma musculação e começar de vez na vida fitness, seja em aulas em grupo ou com um personal que vai te ajudar nos melhores equipamentos. Mas, enquanto não somos uma Kardashian e temos nossa academia em casa, precisamos ir até um lugar para poder fazer tudo isso.

Leia também:

Mulher acredita que manicure ruim a levou a desenvolver um câncer sob a unha

Com isso também vem uma certa ansiedade, principalmente para quem vai para a academia pela primeira vez, ou volta depois de muito tempo, mostrando que a timidez é real e muito maior entre as mulheres, já que não conhecemos ninguém por lá e não sabemos o que realmente fazer.

Segundo um estudo de 2019 da Sure Women, vemos que uma em cada quatro mulheres sofre uma certa intimidação na ginástica, e quase metade delas já se sentiu julgada em malhar. Em entrevista para a Glamour UK, uma delas conta: “A maioria das pessoas eram homens, que usavam uma quantidade enorme de pesos e dominavam as máquinas”, diz ela. “Eu simplesmente não sabia onde me colocar, não tinha certeza de quais pesos estavam disponíveis para uso e senti a atmosfera era bastante carregada de testosterona e não particularmente amigável.”

Se você ainda quer frequentar a academia e dar o primeiro passo na vida fitness, algumas coisas podem te ajudar. Primeiro, é preciso ser gentil consigo mesma e entender que as emoções são normais e que todo mundo precisou passar por aquilo para chegar onde está hoje, entendendo que você está lá para melhorar seu bem-estar.

Além disso, é hora de se concentrar em você e não nas outras pessoas, afinal aquilo não é uma competição de quem sua mais. Se puder, leve uma amiga junto para que vocês não passem por esse momento sozinhas, ajudando ainda mais a enfrentar a timidez e a baixa auto-estima.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM