Sexualidade

Mito ou verdade: lubrificante ajuda a prevenir ISTs?

Especialista em produtos eróticos dá dicas sobre tipos de forma de se usar o gel e desmistifica algumas questões

Mito ou verdade: lubrificante ajuda a prevenir ISTs?

Nos últimos dias, o governo da Argentina comprou uma grande quantidade de gel lubrificante para distribuição gratuita à população, com o objetivo de reduzir a incidência de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) no país.

A medida de saúde pública causou grande polêmica e levantou a questão: será que esse método é realmente eficaz para combater ISTs? Quais são os benefícios do gel na relação íntima?

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, o uso do gel lubrificante, que deve ser sempre à base d’água (os que são a base de óleo podem romper as camisinhas, que são feitas de látex), diminui as possibilidades de provocar microlesões na região anal e genital, que podem ser a porta de entrada para o HIV e outros microorganismos.

Benefícios para a saúde sexual

A especialista em produtos eróticos da Diversão e Amor, Natália Cavalcante, explica que a lubrificação natural da vulva está ligada ao desejo sexual, mas também diz respeito à proteção do canal vaginal e também à facilitação na hora da penetração. No entanto, algumas mulheres não possuem lubrificação natural o suficiente, por conta de alguma deficiência hormonal - na maioria dos casos. O estrogênio é um dos principais responsáveis pela produção dos fluidos vaginais, e seus níveis no organismo variam ao longo do ciclo menstrual.

“Pessoas mais velhas ou que tenham alguma condição de saúde que interfere na produção de estrogênio podem precisar de uma lubrificação a mais na hora do sexo. O gel lubrificante, além de tornar a relação sexual mais prazerosa, também impede o desconforto na região íntima”, explica Natália.

De acordo com a especialista, existem três tipos de lubrificante: à base de água, à base de óleo e ainda existem algumas opções à base de silicone. Pode usar com seu parceiro ou parceira, sozinho(a), durante a masturbação e até com acessórios eróticos.

Como utilizar?

Segundo Natália, há diversas formas de se utilizar o gel. Não existe uma regra específica. Dá para aplicar direto na sua região genital ou na região íntima do parceiro(a); passar no seu brinquedo adulto; aplicar no preservativo ou na vulva para que a lubrificação seja intensa; ou ainda, passar nos dedos e depois aplicar na região desejada. Mas, para usar com o sex toy ou junto com o preservativo, o lubrificante precisa ser à base de água.

A especialista lista três indicações de lubrificantes para utilizar na hora do sexo. Confira!

Lubrificante Beijável Algodão Doce - INTT - R$27,90

É um lubrificante à base de água e se assemelha à lubrificação natural da mulher. Pode ser usado no sexo comum e no sexo oral, pois é comestível e tem sabor de algodão doce. Aplicar uma pequena quantidade e massagear lentamente.

Gel Lubrificante Anal Sete Sensações - Hot Flowers - R$25,90

A composição do gel contém ginseng (tem efeito estimulante, melhora a circulação, dilata os vasos, tonifica, cicatriza, tem ação anti-inflamatória, é refrescante, restaura tecidos e hidrata); barbatimão (ação anti-séptica e anti-inflamatória); camomila (amacia e suaviza a pele e tem ação calmante e cicatrizante) e aloe vera (tem ação cicatrizante, tonificante, refrescante, protetora e restauradora de tecidos da pele).

Excitante Lubrificante Íntimo Feel - R$89,90

É composto por ativos naturais como gengibre, canela e menta que, além de aumentar a sensibilidade ao toque, ainda diminui o atrito e o ressecamento da região íntima. Possui efeito gelado que provoca maior excitação e prazer.

· · ·

+ SEXUALIDADE:

Pesquisa aponta que 95% dos brasileiros têm fetiches sexuais, mas só 4% já realizaram todos eles

Eu sou bissexual? 9 sinais de que você pode ser e perguntas comuns sobre ser bi

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM