Saúde e Bem-estar

Descubra os tipos de câncer que podem atingir as mulheres mais jovens

É extremamente importante deixar o diagnóstico em dia

Descubra os tipos de câncer que podem atingir as mulheres mais jovens

O câncer não é um assunto fácil para ninguém, nem para se falar com quem está passando por isso, nem para pesquisar e entender mais sobre o que acontece. Com as mulheres isso é ainda mais sensível, já que o câncer de mama é responsável por quase um terço de todos os tipos de cânceres entre as mulheres.

Leia também:

Kourtney Kardashian contou como Travis Barker a ajudou a amar ainda mais suas curvas

Com isso, precisamos entender quais os outros tipos de câncer que mais atingem as mulheres, e ficar de olho nos sintomas para nos protegermos no que for possível. O câncer de mama, por exemplo, pode atingir 10.000 mulheres com menos de 50 anos todos os anos. 90% dos casos de câncer de mama não são hereditários, mas se você tem um parente de primeiro grau que já passou por isso, os riscos aumentam.

Entre os sintomas estão não apenas o nódulo, mas a alteração na textura da pele, secreção do mamilo, inchaço na axila e ao redor da clavícula, erupção cutânea no mamilo e uma mudança repentina no tamanho e na forma do seio.

Já o câncer de pulmão é o segundo câncer mais comum entre as mulheres, que pode aparecer tanto em mulheres fumantes quanto em não fumantes. Esse é um câncer mais difícil de ser diagnosticado, já que os sintomas aparecem quando o caso já está em algo mais avançado. Isso inclui uma tosse persistente, tosse com sangue, dor no peito, falta de ar e voz rouca persistente, além da perda de peso inexplicável e uma dor ou um caroço na barriga.

O melanoma é outro tipo de câncer comum, podendo aparecer em mulheres com 24 anos para mais. Para isso, é sempre bom se proteger dos raios UV e frequentemente checar sua pele em busca de irregularidades, além de limitar a exposição ao sol e ao bronzeamento, seja ele artificial ou não.

Por fim, o câncer de útero, que ocorre entre mulheres de 40 a 74 anos, tem como sintoma mais comum o sangramento anormal da vagina. É sempre bom ver se algo de incomum acontece com você, e se isso persistir, melhor consultar seu médico.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM