Saúde e Bem-estar

O poder da música no estímulo do prazer cerebral que se compara a comida e sexo

Uma pesquisa descobriu que a música aliada à terapia reduz drasticamente a depressão

O poder da música no estímulo do prazer cerebral que se compara a comida e sexo

Os poderes da música para o nosso bem-estar e emoções já são velhos conhecidos nossos. Algumas músicas conseguem nos animar, nos deixar felizes e até tristes. Tem estilos musicais para todos os gostos, que fazem os fãs da boa música dançarem, cantarem e se emocionarem; promovendo bem-estar à saúde mental. Não é à toa que já foi comprovado cientificamente o poder das notas musicais no nosso corpo.

Mas você sabia que a música pode estimular o nosso prazer cerebral tanto quanto o sexo e a comida? Uma pesquisa da Queens University Belfast, na Irlanda do Norte, descobriu que a terapia com música reduz drasticamente a depressão em crianças e adolescentes, por exemplo. “Isso acontece porque a música libera dopamina no cérebro e causa a sensação de bem-estar, alivia cansaços e tensões do dia, é uma forte aliada nos mais diversos tratamentos”, destaca a médica psiquiatra Jéssica Martani, em entrevista ao site Gaúcha Zero Hora.

“Os acordes ainda estimulam o circuito do prazer cerebral, o chamado sistema de recompensa, que processa a informação relacionada à sensação de prazer ou de satisfação, tal como a comida, o sexo ou as drogas. Os estímulos provocados dependem do circuito cerebral subcortical do sistema límbico, formado por estruturas cerebrais que fazem a gestão das respostas fisiológicas aos estímulos emocionais”, completa a especialista.

· · ·

+ SEXUALIDADE E BEM-ESTAR:

Bem-estar: estes são os alimentos que você deve consumir para ser mais feliz no dia a dia

Conheça as consequências do consumo do álcool para a sua vida sexual

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM