Saúde e Bem-estar

Queda de cabelo: 4 razões pelas quais isso acontece e o que fazer para impedir

O alto nível de estresse pode ser uma das causas

Mulher mexendo no cabelo

Cabelos são repletos de significados. Eles podem significar liberdade, confiança, vaidade, identidade e várias outras coisas. Seu cuidado é essencial. Mesmo que ele se regenere todos os dias, e percamos de 100 a 200 fios diariamente sem ao menos notar, às vezes, esta queda constante e ultrapassada pode ser desesperadora.

Quer saber a causa desse caimento capital e o que você pode fazer para mudar? O Nueva Mujer listou quatro razões e possíveis soluções para isto. Confira a seguir:

1. Estresse

Um dos primeiros sintomas quando se está muito estressado e as coisas não vão bem, é a queda capilar e isso pode causar irritações e coceira no couro cabeludo.

Uma das primeiras coisas a se fazer e que pode ajudar, é descobrir a causa do estresse e resolvê-la. Para o cabelo, fontes termais e máscaras naturais, hidratarão e fornecerão óleos minerais que nutrem o cabelo e o equilibram.

2. Gravidez

Durante a gestação, as mulheres tendem a perder muito cabelo e, após ganharem o bebê, também. Isso é consequência das quedas hormonais, que deixam o cabelo mais frágil, quebradiço, fino e sem brilho. Nesta fase, optar por cortes de cabelo que o deixem mais volumoso, como cortes desgrenhados ou em camadas, pode ser uma opção.

Se desejar resultados mais profundos, especialistas recomendam um tratamento de nome PRP (Plasma Rico Em Plaquetas), um material biológico que é conseguido do próprio sangue da mulher e auxilia para resolver a queda capilar.

3. Mudanças na dieta ou perda de peso

Dietas muito rigorosas podem fazer com que o cabelo caia. Dietas pobres significam que o corpo não está recebendo os mesmos nutrientes que antes recebia e a reação é a queda capilar.

Por isso, se alimente de forma saudável e se atente na ingestão de proteínas. Se alimente com a quantidade de proteínas que precisa e, na perda de peso, é muito importante o auxílio de um profissional.

4. Menopausa

Bem como na gestação, no período da menopausa as mulheres sofrem com a queda dos hormônios (estrogênios). Isso pode torná-las mais propensas à alopecia androgênica, que é mais associada aos homens, porém pode ocorrer em mulheres também.

A prática de exercícios físicos, uma boa alimentação e o consumo de suplementos vitamínicos e minerais, são essenciais no combate deste problema. Saber o momento necessário de realizar tratamentos capilares que previnem a queda e melhoram a qualidade do cabelo, também é importante.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM