Comportamento e Relacionamento

Após sentir-se perseguida na academia, jovem faz com que homem seja expulso

Após a expulsão, a autora do relato se sentiu culpada.

Nesta quarta-feira (15), uma jovem de 19 anos relatou ter se sentido perseguida por homem dentro da academia, resultando em uma expulsão. Na plataforma Reddit, através do usuário SnapdragonPBlack, ela contou que iniciou a treinar no local durante sua estadia em casa, na época de verão da universidade.

“O problema surgiu após eu notar que um homem de mais ou menos 40 anos estava sempre perto de mim quando treinava, muitas vezes me observando. Quando estava em um equipamento, ele ficava diretamente diretamente na minha frente. Quando eu descia uma máquina, ele descia também. Eu pensei que era uma coincidência, então eu deixei ‘para lá’, mesmo ficando assustada.”, escreveu ela na plataforma.

De acordo com o relato, a jovem mudou toda sua ordem do uso de equipamentos, mas o homem continuou a seguindo. Após esquecer sua garrafa de água e retornar para buscá-la, a moça decidiu ir para outra máquina da academia. Contudo, o homem surgiu ao seu lado um minuto depois.

“Não quis causar uma cena, então apenas mudei a hora que vou para a academia. Ele normalmente saía antes ou depois de mim, então eu assumi que tínhamos o mesmo horário de academia. Comecei a malhar das 18h às 19h30. Tive uma semana de paz.”, contou.

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por: “Mulher se revolta com professora de sua filha após menina ser colocada para comer sozinha: ‘Meu trauma de criança acontecendo com ela’”

A expulsão da academia

Segundo a jovem, foi só uma questão de tempo para o homem aparecer. “Ele continuou me seguindo”, escreveu. Após sentir que não conseguia mais sustentar a situação, ela notificou aos funcionários da academia e eles observaram o homem por alguns dias. Em seguida, o expulsaram da academia e disseram que não seria mais bem-vindo no local.

“Quando saí, ele estava esperando do lado de fora e gritou comigo. Disse que a culpa é minha por tê-lo expulsado e que eu deveria voltar para dentro e explicar sobre ter sido um grande erro. Ele me disse que aquela era a única academia que ele podia pagar e agora não podia malhar”, desabafou.

A mulher conta que entrou em seu carro e começou a chorar. Ao ligar para sua irmã, a jovem foi acalmada por ela antes de partir. Ela explicou tudo e foi instruída pela parente.

“Me disse que o ‘cara’ estava certo e que eu deveria ajudá-lo, pois todo mundo merece a chance de malhar e talvez ele estivesse apenas apaixonado por mim e não sabia como demonstrar. Ela também disse que eu deveria dar a ele a chance de se desculpar, além de dizer à academia sobre a possibilidade de seu retorno”, relatou.

“Contei aos meus amigos. Eles disseram que eu estava sendo besta, pois ele poderia ter o mesmo horário de treino que eu e usar máquinas semelhantes, além de talvez estivéssemos trabalhando nos mesmos músculos”, finalizou.

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM