Saúde e Bem-estar

Campanha da adidas é censurada por conter peitos nus

O caso comoveu muitas pessoas

Estamos em pleno 2022 e uma campanha da adidas acaba de ser banida pela Adversting Standards Agency (ASA) por conter os seios de 20 pessoas de várias formas, tamanhos e tons de pele, chamada Bare Boobs.

“Acreditamos que os seios das mulheres de todas as formas e tamanhos merecem apoio e conforto. É por isso que nossa nova linha de sutiãs esportivos contém 43 estilos, para que todos possam encontrar o ajuste certo para eles”, disse um tweet da adidas sobre a nova linha, lançada em fevereiro, que recebeu 20 reclamações na plataforma.

Aqui, muitas pessoas se sentiram acolhidas, já que a campanha trazia representatividade e mostrava que todo mundo é diferente e não é nem pior nem melhor por isso, somos apenas cada um de nós.

A ASA recebeu 24 denúncias sobre o “uso gratuito de nudez e a objetificação”, com pessoas dizendo que a campanha estava sexualizando as mulheres e as reduzindo pelas partes do corpo.

“Observamos que os seios eram o foco principal nos anúncios e havia menos ênfase nos próprios sutiãs, que eram mencionados apenas no texto anexo. Como os anúncios continham nudez explícita, consideramos que eles exigiam uma segmentação cuidadosa para evitar ofender quem os visualizava.” disse o órgão.

As pessoas ainda começaram a se questionar se a campanha era apropriada para ser exibida em lugares onde as pessoas e as crianças pudessem ver. A adidas do Reino Unido se pronunciou e disse que a ideia era “refletir e celebrar diferentes formas e tamanhos, ilustrar a diversidade e demonstrar por que os sutiãs de apoio sob medida são importantes”, acrescentando que as imagens foram cortadas para proteger a identidade das modelos, que eles dizem que se voluntariaram para participar da campanha.

No Twitter, o post continua aparecendo e não foi banido, já que a plataforma considera que essa não é uma violação de seus termos de serviço.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM