Saúde e Bem-estar

Como conviver com pessoas negativas? Especialistas dão a dica

Conviver com pessoas negativas pode ser complexo, mas especialistas dizem que, sim, é possível

Todos nós conhecemos aquelas pessoas negativas, que estão sempre reclamando de tudo, sempre vendo o lado ruim das coisas ou o “copo meio vazio”. É claro que todos nós também temos os nossos dias não tão bons, em que as coisas não saem como planejado, mas ser sempre negativo pode ser pouco chato.

E conviver com pessoas assim no nossos dia-a-dia pode ser bastante complexo. A negatividade alheia pode nos “contaminar” e, às vezes, acabar com o nosso dia ou até a nossa semana, quando a pessoa negativa é alguém próximo.

No entanto, psicólogos afirmam que é possível ter uma boa convivência com pessoas negativas. Para isso, contudo, é preciso saber impor limites pessoais e ter inteligência emocional.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:O lado em que você dorme influencia na sua saúde; saiba qual é o melhor

· · ·

Mas por que algumas pessoas são tão negativas?

De acordo com especialistas do site Psicólogos Berrini, a negatividade pode ser descrita como uma tendência a ser cético, desanimado, irritadiço e desagradável. É a atitude de quem sempre espera pelo pior, independentemente da situação.

A maioria das pessoas negativas passou por um acontecimento ruim que as levou a desenvolver uma mentalidade pessimista. Por exemplo, uma pessoa que sofreu uma decepção amorosa pode deixar de acreditar no amor e ver os relacionamentos sob uma ótica negativa.

Já outras pessoas foram expostas a uma carga grande de negatividade na infância e adolescência. Por falta referências positivas em sua vida, se tornaram adultos igualmente negativos.

Mesmo que tenham noção de que são mais pessimistas que os demais, elas não conseguem quebrar padrões de comportamento e hábitos que colaboram para o pessimismo.

Isso acontece porque normalmente essas pessoas se cercam de coisas ruins (pessoas tóxicas, notícias trágicas, atitudes maldosas, etc) e esses elementos exercem uma influência constante em seu modo de ver a vida.

Logo, passam anos fazendo as piores interpretações de acontecimentos, pessoas, conselhos, sentimentos e até de seus próprios pensamentos. Essa maneira de viver é prejudicial tanto para as pessoas negativas quanto para quem as cercam.

Veja abaixo alguns traços de pessoas negativas:

  • Reclamações frequentes;
  • Querer resolver o impossível para se distrair de problemas de fácil resolução;
  • Desistir de suas ambições quando encontra obstáculos;
  • Levar as coisas muito a sério ou não se importar o bastante;
  • Fazer comparações;
  • Ser hostil com as pessoas;
  • Desprezar a si mesmo ou aos outros;
  • Se frustrar rapidamente com empecilhos;
  • Falta de iniciativa;
  • Expressar dores emocionais para buscar atenção; e
  • Dizer ‘não’ para tudo.

Como conviver com pessoas negativas?

Ainda de acordo com o site, é importante tentar compreender como as pessoas negativas pensam e agem para aprender a conviver com elas. O principal prejudicado com a negatividade é a própria pessoa negativa. Com ou sem consciência disso, ela coloca sobre seus olhos um véu de negatividade. Assim, tudo o que consegue ver é o lado negativo das coisas.

Uma vez que você entende isso consegue cessar julgamentos e implicâncias com as pessoas negativas e se concentrar em melhorar a convivência com elas. Para saber como dar os primeiros passos, você pode seguir as nossas dicas!

1. Seja compreensivo

Pessoas negativas, podem estar sofrendo com sintomas de ansiedade e depressão sem terem conhecimento disso. Elas são movidas à conflitos internos ou com outros indivíduos. Sendo assim, possuem dificuldade para ficarem satisfeitas com a vida pela qual optaram.

Há também a possibilidade da pessoa negativa com quem você convive estar passando por um momento muito complicado, como morte de um ente querido, recuperação de uma doença, relacionamento abusivo, entre outros.

Em outras palavras, são pessoas que não merecem julgamento nem condenação. Essa costuma ser a nossa primeira reação, principalmente ao sermos maltratados por uma pessoa negativa. Entretanto, devemos evitar julgar os outros porque não sabemos o que estão vivendo.

2. Procure ajudar

Se uma pessoa próxima a você reclama demais – seja sobre vários assuntos ou um impasse específico – tente ajudá-la ou direcioná-la para alguém capaz de fazer isso.

Muitas vezes, as pessoas dão gritos de socorro sem perceberem. Como não sabem que caminho tomar para resolverem seus conflitos emocionais, seguem suas vidas normalmente, sofrendo os efeitos do estresse, pessimismo e ansiedade.

Ofereça para escutar a pessoa negativa quando ela precisar desabafar, faça convites interessantes para encorajá-la a deixar a sua bolha e recomende que ela procure um psicólogo para ajudá-la a se sentir melhor.

3. Estabeleça limites

Uma pessoa somente busca ajuda ou começa a se ajudar quando ela tem o desejo de fazer isso. Portanto, se você fez o que acreditou ser o necessário para ajudar a pessoa negativa e nada funcionou, não insista.

Você pode deixar uma porta sempre aberta para que ela o procure quando precisar de alguma coisa, mas não deixe a sua vida parar por conta disso.

Essa pode ser uma verdade dura, mas todos nós somos responsáveis por nossas próprias vidas e felicidade. Se alguém amado é muito negativo e você chegou ao seu limite de tentar ajudá-lo, pare e descanse. Não tire a autonomia dos outros ao tentar resolver seus problemas por eles.

4. Mantenha a calma

Conviver com pessoas negativas pode ser estressante. Você pode ficar frustrado, desanimado ou irritado após uma conversa curta. Por que aquela pessoa sempre diz não? Por que ela nunca está feliz com as ideais dos outros? Por que vive reclamando?

O problema de perder a paciência e reagir com agressividade é que você pode se prejudicar com isso. Não apenas ao nível profissional, mas também emocional e psicológico. Então, mantenha a calma enquanto interage com a pessoa negativa.

Lembre-se de ser compreensivo, respirar profundamente e focar no diálogo. Tente encontrar novas formas de abordar o mesmo assunto, peça para a pessoa compartilhar suas insatisfações e ouça em silêncio quando necessário, sem trazer a carga de negatividade para você.

5. Se precisar, se distancie

Pessoas negativas tendem a drenar nossas energias e nos deixar mentalmente cansados. Por isso, a maioria dos indivíduos sente vontade de se distanciar logo nas primeiras conversas. Fazemos isso para tentar preservar a nossa saúde mental.

Quando não conhecemos bem alguém, manter distância dele é mais fácil. Por exemplo, você nota que um colega de trabalho é pessimista e decide se afastar um pouco, mantendo apenas um relacionamento profissional.

Já cogitar se afastar de alguém querido por não conseguir conviver com ele em razão de sua personalidade ou estado de humor negativo é muito doloroso. Compreenda que não é necessário se distanciar totalmente. Você pode evitar o contato com ele por alguns dias para se recuperar após uma interação.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM