Sexualidade

Produtos e lubrificantes a base de cannabis prometem aumentar prazer feminino

Embora os estudos ainda sejam limitados, médicos e usuárias observam melhora na experiência sexual

Depois que a coluna AskWell do jornal The New York Times destacou tratamentos para aumentar a libido em mulheres, vários leitores quiseram saber se a cannabis, ou maconha, poderia ser adicionada à lista de remédios potenciais.

Aqui no Brasil, a maconha é proibida, tendo uso de seu princípio ativo, o cannabidiol, liberado apenas para o uso medicamentoso para o tratamento de algumas doenças. No entanto, algumas pesquisas sobre o uso de cannabis relacionado ao prazer feminino já vem sendo feitas em outros países.

A conclusão que se chega até agora, é de que é difícil dizer com certeza se a planta vai aumentar o desejo ou melhorar sua vida sexual, mas evidências esparsas sugerem que a dose certa pode tornar os orgasmos de uma mulher mais satisfatórios e aumentar seu desejo sexual. Isso ocorre em parte porque a substância pode intensificar os sentidos e também aliviar alguns dos sintomas que inibem o desejo, como ansiedade, insônia ou dor. O uso da cannabis também pode ter efeitos positivos para os homens, além de muitos outros negativos, e as mulheres também devem estar cientes de suas possíveis.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Travesseiros e almofadas sexuais são a nova tendência para para aumentar o prazer

· · ·

De acordo com uma pesquisa citada pelo jornal Folha de S.Paulo, tanto homens quanto mulheres relatam há muito tempo que a cannabis altera sua experiência sexual. Em um ensaio publicado em 1971, o astrônomo Carl Sagan, usuário de maconha de longa data, escreveu que ela “aumenta o prazer do sexo” e “dá uma sensibilidade requintada”. No entanto, há muito pouca pesquisa sobre cannabis e libido, em parte porque os estudos sobre maconha tem sido notoriamente difícil de financiar e a droga continua sendo ilegal em âmbito federal nos EUA, assim como no Brasil.

Lubrificante de cannabis

Aqui no Brasil, um lubrificante feito com compostos da cannabis, a planta da maconha, está fazendo sucesso no país. Trata-se do Xapa Xana, produto uruguaio, desenvolvido pela brasileira Débora Mello.

Além da lubrificação, o óleo promete estimular a região e aumentar o prazer feminino. A recomendação é aplicar a mistura, que contém óleo de coco e o tetrahidrocanabinol – o famoso THC – cerca de 15 minutos antes do ato sexual ou da masturbação.

“Ele é um lubrificante e estimulante. O óleo de coco vai tem a ação lubrificante e o THC traz o benefício estimulante, “orgásmico” e de aumento da sensibilidade”, conta a criadora da marca em uma entrevista ao jornal O Globo.

No caso do lubrificante desenvolvido pela paulistana, as evidências de que a cannabis aumenta a libido e o prazer feminino, vem das próprias usuárias que relataram suas experiências à empresária.

“Há relatos de diferentes experiências. Desde mulheres que nunca tinham tido um orgasmo antes de usar o Xapa Xana, até histórias de amigas que ficaram com tesão por muitos dias”, conta Mello.

Atingir o orgasmo pode ser uma questão complexa para muitas mulheres. Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) mostrou que 56% das brasileiras têm dificuldade em atingir o orgasmo. Recorrer a esses produtos é uma forma de tentar melhorar essa questão.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM