Saúde e Bem-estar

Déficit de atenção: conheça os principais sintomas desse problema

O déficit de atenção inclui comportamentos que dificultam a vida de adultos; saiba mais

Como evitar o estresse de fim de ano

“O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é uma condição de saúde mental que pode causar níveis incomuns de hiperatividade e comportamentos impulsivos”, explica o portal Healthline (em inglês). Isso significa que pessoas com déficit de atenção enfrentam problemas no dia a dia, os quais podem ser encarados como sintomas que facilitam o diagnóstico.

Os sintomas do déficit de atenção em adultos

Em primeiro lugar, é importante entender que os sintomas do déficit de atenção em adultos são diferentes dos sinais apresentados por crianças. Segundo o site HelpGuide.org (em inglês), estes são alguns dos sinais de TDAH em adultos:

Desorganização

Para adultos com déficit de atenção, pode ser mais difícil manter a vida sob controle. É comum que essas pessoas tenham tendência a procrastinar e começar e terminar tarefas.

· · ·

Se você está curtindo este texto, é provável que também se interesse por:Nada de ansiedade: 5 segredos de uma psiquiatra para lidar com as mudanças em sua vida

· · ·

Impulsividade

A impulsividade significa que os adultos com TDAH têm dificuldade em gerenciar as suas atitudes e os seus comentários em diferentes situações. Um estudo (em inglês) de 2015, por exemplo, demonstrou que os pacientes compravam por impulso, especialmente coisas que não podiam pagar.

Problemas de concentração

A falta de foco — o principal sintoma do TDAH — vai além de achar difícil se concentrar. Ela também significa que as pessoas se distraem mais facilmente, têm dificuldade em ouvir os outros durante uma conversa, excesso de preocupação com detalhes e, novamente, não concluir tarefas ou projetos. Essa lista de sintomas foi levantada pelo Healthline (em inglês).

Problemas emocionais

A vida com déficit de atenção pode dificultar o gerenciamento das emoções, sobretudo da raiva e da frustração. Por esse motivo, é comum que os pacientes apresentem hipersensibilidade, temperamento explosivo e baixa autoestima.

· · ·

Aviso

Este texto não fornece soluções para problemas médicos e/ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Siga a NOVA MULHER nas redes sociais para ter acesso a conteúdos exclusivos: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Aproveite e compartilhe os nossos textos. O seu apoio ajuda a manter este site totalmente gratuito.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM