Saúde e Bem-estar

Por que devemos cuidar do nosso piso pélvico?

Isso vale para você que não está grávida também

Cuidar dos nossos músculos é imprescindível, mas um lugar que sempre acaba sendo esquecido é o nosso assoalho pélvico, que só é lembrado quando estamos grávidas. Fazer agachamentos ou abdominais precisam de muito tempo no ar, então nossas pernas, bunda e abdominal acabam recebendo a maior parte dos resultados.

O assoalho pélvico é importante pois traz ligamentos do tecido conjuntivo com músculos vitais para nossa bexiga e intestino, sustentando também a vagina e o útero, e melhorando até nossas relações sexuais quando são mais fortes. Ou seja, ao ter um assoalho pélvico fraco, seu bem-estar fica comprometido, podendo até gerar uma incontinência, ter uma dor nas costas na parte inferior ou uma barriga fraca. O assoalho pélvico levanta os órgãos internos, tensionando os músculos e nos permitindo relaxar.

E, se você quer engravidar ou já está grávida, reforçar essa parte é ainda mais importante, já que melhora o desempenho durante o parto. O treinamento desses músculos melhora nossa incontinência urinária em até 70% dos casos, e sorte que podemos fazer esses exercícios a qualquer momento, em qualquer lugar.

Um dos jeitos de reforçar é inspirar profundamente, imaginar que está apertando algo, levantar os músculos internos da vagina, e ao expirar concentrar em apertar ainda mais. Assim, os músculos da barriga se ativam automaticamente, achatando-os também. “Procure fazer 10 movimentos lentos de compressão e elevação pelo menos duas vezes por dia e você sentirá os benefícios muito rapidamente. Lembre-se sempre de liberar o aperto toda vez que inspirar e de apertar e levantar ao expirar. Você pode fazer esses exercícios sentado, em pé ou deitado. " conta Tania para a Glamour UK.

Alguns dispositivos também podem ajudar nessa missão, como o Elvie Trainer que além de fazer os exercícios, ajuda a monitorar o progresso. Pronta para colocar no seu dia a dia?

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM