Sexualidade

Fazer muito sexo deixa as mulheres mais felizes e inteligentes, segundo a ciência

Não é apenas uma ‘atividade agradável’: também pode resultar em grandes benefícios

O sexo não é apenas uma atividade agradável: ele também pode resultar em grandes benefícios para a saúde das mulheres, de acordo pesquisa publicada pela revista científica da Sociedade da Neurociência The Journal of Neuroscience (em inglês).

Segundo a revista feminina Glamour México (em espanhol), mulheres que fazem sexo com mais frequência têm maior desenvolvimento em certas áreas do cérebro devido à estimulação genital.

Os cientistas testaram a hipótese por meio da estimulação sexual de 20 mulheres entre 18 e 45 anos e descobriram que, de fato, há “uma área do cérebro ativada enquanto o clitóris é estimulado, e que ela é mais extensa nas mulheres que têm relações sexuais com mais frequência”.

Outros estudos já indicaram que as relações íntimas são fonte de bem-estar físico e psicológico, pois, além de servir como atividade física, fortalecem ossos e músculos. Elas também são analgésicas, combatem a insônia e aumentam a saúde vascular. ◼

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM