Saúde e Bem-estar

Estudo sugere que coronavírus infecta a gordura corporal

Pessoas com obesidade teriam maior probabilidade de apresentar complicações

Coronavirus

Um estudo (em inglês) da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, concluiu que as células de gordura podem ser infectadas pelo covid-19.

A descoberta sugere que pessoas com obesidade têm maior probabilidade de apresentar complicações.

“Se as células de gordura constituem um reservatório de infecção viral, a obesidade pode contribuir não apenas para doenças agudas graves, mas também para a síndrome de covid prolongada”, detalha o relatório.

⋅ ⋅ ⋅

Leia também

Além de comer: 3 hábitos que fazem ganhar peso sem você nem perceber

Atenção: estes 6 alimentos estão danificando seus dentes, segundo especialistas

Estes 4 alimentos melhoram a saúde da sua vagina

⋅ ⋅ ⋅

“Se você é realmente muito obeso, a gordura é o maior órgão do seu corpo”, explica o professor de cardiologia da Universidade Johns Hopkins, David Kass.

“O coronavírus pode infectar esse tecido e viver nele. Não importa se o machuca, o mata ou, na melhor das hipóteses, o usa para se reproduzir. Torna-se uma espécie de repositório.” ◼

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM