Comportamento e Relacionamento

5 frases que você não deve dizer a uma criança irritada

Ao se comunicar com os pequenos frustrados, é importante se esforçar para entender suas emoções

Angry The Little Rascals GIF

Quando uma criança fica chateada, ela pode reagir de maneira complicada. Porém, isso faz parte do seu processo de crescimento, quando aprendem a gerir e a comunicar as suas frustrações.

De acordo com o portal especializado no tema Ser Padres (em espanhol), ao se comunicar com uma criança irritada, é importante reconhecer e validar as suas emoções. Além disso, é importante evitar estas frases:

“Eu não tô nem aí.”

Mostrar que você não está interessada nas ideias, opiniões e emoções não ajuda em nada. Em vez disso, pergunte como você pode apoiá-la.

“Pare de gritar!”

Controlar os gritos com mais gritos é como jogar gasolina no fogo. Elevar a voz é impor outros sentimentos à criança, e não ajuda a abrir um diálogo para que vocês duas se expressem.

“Por que eu disse que sim.”

Se você não leva em consideração a opinião da criança, dá a entender que não se importa com ela.

⋅ ⋅ ⋅

Leia também

5 alimentos que você deve comer para melhorar sua memória

Com que frequência você deveria escovar os dentes? Descubra aqui

Atenção! Beber café quente pode levar a um problema de saúde gravíssimo, segundo especialista

⋅ ⋅ ⋅

“Que nervosinha(o)…”

Esse tipo de frase faz com que a criança se sinta incompreendida e não abre espaço para uma comunicação futura.

“Você está muito grande para ficar brava(o) com isso.”

Esse tipo de frase invalida os motivos e os sentimentos da criança. É importante se lembrar de que todos ficamos irritados e que há situações que são ridículas para um adulto, mas podem ser muito importantes para um pequeno. ◼

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM