9 mitos relacionados à gravidez que você deve descartar se está esperando um bebê

Unsplash

Alguns mitos relacionados à gravidez sobreviveram ao longo dos anos. Porém, hoje, os estudos científicos têm sido responsáveis por esclarecer certas dúvidas antigas. É por isso que você deve considerar que nem todas as crenças populares que passam de geração para geração são verdadeiras.

Aqui estão os mitos mais comuns relacionados à gravidez que têm uma resposta da ciência:

 

Comer muito fará mal ao bebê

Pediatras e ginecologistas têm um consenso neste momento. Ambas as especialidades da medicina confirmam que comer demais e desejos durante a gravidez nunca se traduzem em marcas na criança.

 

Se minha pele ficar mais clara, terei uma garota

O sexo da criança não influencia a aparência física ou a mudança no tom de pele da gestante. Outras crenças populares referem-se a uma barriga muito volumosa porque o bebê é um menino, mas é um mito.

 

Posso ter um bebê com problemas genéticos se eu fizer sexo na fase final da gravidez

A realidade é que você pode fazer sexo durante a gravidez, e isso não influencia a genética do bebê que ainda não nasceu. Na verdade, há mulheres cuja libido aumenta durante a gravidez devido a alterações hormonais.

 

Se eu tocar música, o bebê vai nascer surdo ou com dificuldade de audição

Um mito. Os pediatras recomendam que a mãe grávida fale e toque música para seu bebê, pois estimula o desenvolvimento do sistema nervoso central. Idealmente, a música nunca deve exceder 85 decibéis, pois há risco de perda auditiva para o feto.

 

O uso de corantes pode causar malformações no feto

Doses que podem ser absorvidas através de cosméticos, como uma tintura de cabelo, são muito baixas para causar malformações no feto. No entanto, é aconselhável evitar certos produtos cosméticos durante o primeiro trimestre de gravidez, especialmente aqueles que contêm amônia ou formalina.

 

Se eu sentir muita queimadura na barriga, terei um bebê com muito cabelo

A acidez ou azia da gestante não tem relação com o fato de que o bebê tem muito cabelo. O desconforto estomacal e a queima são principalmente devido ao crescimento da progesterona, hormônio que aumenta durante a gravidez.

 

Mulheres com mais peso na gravidez têm uma menina

O sexo do futuro bebê e o peso de uma mulher grávida não é o que determina esse aspecto. Quatro fatores que influenciam o peso de uma gestante são o peso do bebê, placenta, líquido amniótico e útero.

 

As mulheres grávidas vegetarianas estão em maior risco de aborto

Totalmente falso. A mulher grávida vegetariana é como qualquer mulher grávida. Mas deve-se tomar cuidado especial na ingestão de proteína e de cálcio na dieta.

 

Cantar de cabeça para baixo depois do sexo aumenta a probabilidade de engravidar

Alguns especialistas dizem que ficar deitado por 20 a 30 minutos depois do sexo pode aumentar sua chance de engravidar. Mas a ciência ainda não comprovou tal afirmação. A verdade é que não foi mostrado que ficar de cabeça para baixo ajuda a concepção.