Justiceiras: projeto oferece apoio jurídico e emocional para mulheres vítimas de violência

Crédito: Pexels

O aumento de caso de agressão contra mulheres durante a pandemia, gerou um alerta na em Gabriela Manssur que atua como promotora de Justiça em São Paulo. Diante disso, ela decidiu criar, em parceria com a advogada Anne Wilians, fundadora do Instituto Nelson Wilians e João Santos, um projeto para ajudar mulheres vítimas de violência.

Assim foi criado o Justiceira, projeto que oferece apoio jurídico e emocional gratuito para mulheres que passam por algum tipo de violência. A plataforma já conta com mais de 2 mil voluntárias nas áreas do Direito, Psicologia, Assistência Social, Médica e uma rede de apoio com o objetivo de acolher mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

View this post on Instagram

Temos que agradecer a dedicação e o comprometimento diuturno das Líderes Nacionais Jurídicas. É um imenso prazer tê-las em nosso time. Obrigada, grandes mulheres! Dra Amanda Lobo – Advogada de Brasília – DF. @amnda_l ~ Dra Carla Araújo – Procuradora de Justiça no Rio de Janeiro – RJ. @vamosmulherar ~ Dra Helvetia Pessoa – Advogada de Passos – MG. @helvetiapessoa ~ Dra Luciana Terra – Advogada de São Paulo – SP. @luterravillar ~ Dra Manon Garcia – Advogada de Brasília – DF. @manongarcia_ ~ Dra Melissa Rodriguez – Advogada de São Paulo – SP. @egholm.melissa ~ Dra Sueli Amoedo – Advogada de Taboão da Serra – SP. @sueli.amoedo Quando salvamos uma mulher nos salvamos também! #justiceiras #direitodasmulheres #denuncie180 @institutonelsonwilians @bemquerermulher @justicadesaia

A post shared by Projeto Justiceiras (@justiceirasoficial) on

De acordo com Gabriela, a proposta tem a missão de eliminar a dificuldade de deslocamento para buscar ajuda e visa contribuir com as informações necessárias para que a mulher possa denunciar o agressor e lutar pelos seus direitos de defesa e proteção sem sair de casa.

LEIA TAMBÉM