Famosos

Nem implorando a Deus: a equipe de Shakira implorou misericórdia para Piqué

Pessoas próximas à cantora pediram que ela diminuísse o tom quando criou a música com Bizarrap

Piqué y Clara Chía no pueden salir a divertirse sin que el fantasma de Shakira los persiga

Na novela Shakira/Piqué, só falta Clara Chía engravidar para que haja uma nova música ou algo parecido. Porque onde a cantora colombiana arrasou foi na sua sessão com ‘Bizarrap’. E até agora sabe-se que sua equipe pediu piedade para o catalão.

No entanto, desde que a infidelidade e a separação escandalosa foram reveladas, Shakira faturou o suficiente para comprar o Palácio de Mônaco se ela quiser. E é que graças à primeira, a de ‘Bizarrap Session 53′, ela ganhou a incrível quantia de 30 milhões de euros, sem contar os lucros futuros.

E é que a vingança mais comentada do planeta foi servida quente. Clara Chía ficou como um Twingo e um Casio e Piqué como um tolo. Ele não é tão inteligente como pensa, também não é o gênio dos negócios que ele quer que o mundo acredite, a julgar pelas suas empresas. E Shakira, conhecendo todos esses pontos fracos, foi direto para a jugular, mesmo contra os conselhos que lhe foram dados.

Pessoas próximas a Shakira queriam que ela mudasse

Em ‘Hola Colômbia’, a cantora disse que várias pessoas da sua equipe não acharam a música a mais adequada. Principalmente devido à letra tão forte.

"[…] Pessoas da minha equipe tentaram me convencer a mudar a letra (da música 'Music Session #53'), mas eu não sou uma diplomata da ONU. Sou uma artista e, acima de tudo, uma mulher", afirmou Shakira.

E funcionou: não faria sentido fazer mais afirmações veladas que já estavam ficando bem claras como água nas músicas anteriores. Ela queria sangue. As pessoas queriam sangue. Todos o tiveram.

E talvez se ele lançasse outra música funcionaria, porque as pessoas não se cansam de atiçar o fogo. E Piqué continua dando-lhes motivos.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM