Filmes e Séries

A construção dos cenários de ‘Barbie’ causou escassez internacional de tinta rosa; veja fotos do incrível set

Novas fotos do interior da casa incluem um escorregador para a piscina, uma cama de lantejoulas e um guarda-roupa cheio de roupas da Barbie

A construção dos cenários de ‘Barbie’ causou escassez internacional de tinta rosa; veja fotos do incrível set
A construção dos cenários de ‘Barbie’ causou escassez internacional de tinta rosa; veja fotos do incrível set (Foto: Divulgação/Warner Bros.)

O mundo de fantasia que Greta Gerwig construiu para “Barbie” se tornou um dos aspectos mais elogiados do filme, ainda a quase dois meses de seu lançamento, pelo realismo com que a diretora conseguiu capturar o caráter artificial das bonecas da Mattel. Graças a novas fotos compartilhadas pela Architectural Digest, pudemos entrar na Barbie’s Dreamhouse, construída no set da Warner Bros. nos arredores de Londres.

ANÚNCIO

A designer de produção Sarah Greenwood e a decoradora de cenários Katie Spencer, responsáveis por projetos como “Orgulho e Preconceito” e “Anna Karenina”, inspiraram-se no modernismo de meados do século de Palm Springs, incluindo a Kaufmann House do arquiteto Richard Neutra, construída em 1946. Gerwig comentou que as casas no mundo da Barbie não têm paredes nem portas: “As casas dos sonhos pressupõem que você nunca tem nada que gostaria que fosse privado; não há lugar para se esconder”.

Na casa da Barbie, há uma cama rosa, com lantejoulas e em forma de coração, um escorregador que leva à piscina e um guarda-roupa com roupas coordenadas que lembram uma caixa de brinquedos. Todos os móveis são rosa, é claro. As montanhas no fundo do cenário são pintadas à mão, e não em CGI, porque, de acordo com a diretora, “tudo precisava ser tátil, porque os brinquedos são, acima de tudo, coisas que você toca”.

Escassez de tinta rosa

Gerwig buscou, em suas palavras, uma “artificialidade autêntica” que daria ao filme o toque perfeito. O rosa é, sem dúvida, a cor que mais vimos no trailer e nas primeiras imagens, com a construção do set exigindo tanta tinta rosa que levou a uma escassez internacional de tinta fluorescente da marca Rosco, revelou Greenwood. “O mundo ficou sem rosa”, brincou o designer.

Mas tudo tinha que ser rosa, porque Gerwig queria “manter a infantilidade” da Barbie. “Eu queria que os rosas fossem muito vivos e que tudo fosse quase demais. Eu não queria esquecer o que me fez amar a Barbie quando eu era uma garotinha.” O filme será lançado nos cinemas em 21 de julho.

· · ·

+ ENTRETENIMENTO:

ANÚNCIO

‘A Pequena Sereia’: por que as irmãs de Ariel são de diferentes nacionalidades?

O Ken do filme da Barbie “não tem dinheiro, não tem emprego, não tem carro”, de acordo com Ryan Gosling

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias