Famosos

Novos desafios: Ana Furtado volta à TV, em novo canal, depois de 26 anos na Globo.

Em vídeo, Ana Furtado falou sobre a nova posição como “embaixadora” de cerimônias de premiação internacionais.

Imagem: Reprodução Redes Sociais
Ana Furtado

Em publicação nas redes sociais nesta terça-feira (31), Ana Furtado revelou os novos passos da carreira como apresentadora no canal pago TNT. Depois de ter trabalhado como jornalista e atriz e ter superado um câncer de mama, a estrela comandará as transmissões de grandes eventos internacionais.

ANÚNCIO

Até julho de 2022, Ana Furtado integrava a equipe de apresentadores do programa É de Casa, exibido nas manhãs de sábado, quando houve uma reformulação na grade do programa e seu contrato com a Globo foi encerrado.

Desde então, ela estava afastada da TV. Na ocasião ela disse “Depois de 26 anos de uma parceria muito feliz, cheia de aprendizado, respeito e sucesso, me despeço da Globo. Há tempos penso em partir para novos sonhos…”

A nova apresentadora da TNT estará à frente da apresentação no Brasil de eventos anuais como o Grammy Awards, que premia os destaques da música em diversas categorias com participações marcantes e empolgantes de grandes bandas e estrelas internacionais.

Para divulgar o novo momento profissional, ela publicou um vídeo em que diz:

“Olá! Eu sou Ana Furtado, apresentadora, jornalista, atriz e agora embaixadora. Isso mesmo! Eu sou a embaixadora das premiações aqui na TNT! Isso significa que eu vou estar com vocês nas maiores premiações de música, filmes e séries do mundo! Sim, em todas as premiações da TNT! Eu estou pronta! E já vamos começar nesse domingo, com o Grammy Awards! Então vai treinando o gogó, o passinho de dança, separa um lookinho bafo, vamos vibrar juntos com a música!”.

Ana foi diagnosticada com câncer de mama em 2018.

ANÚNCIO

Durante um autoexame, Ana sentiu um caroço e procurou ajuda médica imediatamente. Depois de realizar exames de imagem, ultrassonografia, ressonância e biópsia, a agora apresentadora da TNT, descobriu um câncer inicial. No mesmo ano da descoberta, ela comemorou a remissão do tumor.

Ao relembrar o tratamento, Ana Furtado contou que foram momentos difíceis: “Sigo fazendo bloqueio hormonal até completar cinco anos do início do tratamento. Quimio e rádio são devastadores. Tratamentos dutos. Não foi fácil, mas foi possível. Apenas agradeço pela oportunidade de estar viva”.

ANÚNCIO

Tags


Últimas Notícias