Entretenimento

Pantanal: diretor momento da morte de Roberto na trama

Cena chocou o público na primeira versão da novela que foi ao ar em 1990; veja como aconteceu na época

Pantanal: diretor momento da morte de Roberto na trama

Os próximos episódios de ‘Pantanal’ prometem fortes emoções, já que a novela caminha para sua reta final neste mês de setembro. No capítulo desta quinta-feira, Roberto (Caue Campos) e Solano (Rafa Sieg) terão um embate tenso em um barco, logo após o filho de Tenório (Murilo Benício) descobrir a real identidade do matador.

Os dois serão surpreendidos pela chegada de uma sucuri, mas a morte será liquidada por Solano, que afogará o jovem. A sucuri em si desistirá de agir no último instante.

Em entrevista ao Gshow, o diretor da cena, Davi Lacerda, conta que o mais desafiador foi fazer o contraponto de câmeras com a equipe trabalhando cerca de três horas dentro da água.

“Eu queria passar a sensação de afogamento do Roberto para quem assiste, por isso, o ponto de vista da cena foi todo filmado dentro da água, dificultando muito o nosso trabalho”, detalha ele.

Segundo Davi, os dois atores sempre estiveram muito conectados com seus personagens e a cena fala alto sobre o estado de espírito e a personalidade deles.

“Foi impressionante ver o Rafa conseguindo nos passar a sensação da frieza do Solano. Pedi a eles que mantivéssemos a essência dos personagens, ou seja: o Solano, um matador frio; e o Roberto, um jovem inocente. Mais que uma cena de ação, era uma sequência que mostra, no fundo, quem são esses personagens”, completou o diretor.

O diretor também reforça que cerca de 40 profissionais - entre câmeras e equipe de apoio - integraram as filmagens, com equipamentos especialmente embalados. A sequência, que foi toda filmada em uma fazenda na região do Rio de Janeiro, não utilizou dublês. Caue Campos, contou também ao Gshow, que o trabalho foi árduo.

“Aproveitamos para gravar até a última luz do dia, incluindo com um plano aberto, que deixou tudo ainda mais emocionante”, completa Caue.

Para Rafa Sieg, o momento também foi uma superação pessoal: ele tinha medo de cobra e todo o cuidado da equipe técnica com o animal lhe deu confiança.

Original

Na primeira versão de Pantanal, exibida em 1990 pela extinta TV Manchete, a morte de Roberto ocorre de outra forma: o filho de Tenório acaba passeando de barco e Teodoro (que se chama Solano na nova versão) assiste tudo de longe. O matador vê a sucuri se aproximando do barco e não faz nada para ajudá-lo. Davi Lacerda conta que até assistiu ao original, mas que o trabalho foi inovador.

“Não teve nenhuma inspiração em 1990. Até assisti a cena, mas como hoje temos mais alternativas técnicas, resolvemos fazer algo novo”, reforça o diretor.

Na novela anterior, Roberto era vivido por Eduardo Cardoso, que relembrou todos os detalhes das filmagens ao gshow. “Era um jiboia grande e levaram um tubo de gás carbônico para ela ficar desacordada. Mas a verdade é que ela apertou meu joelho, sim”.

· · ·

+ PANTANAL:

Pantanal: grávida de bebê encantado, Irma recebe mensagem de Madeleine

Pantanal: Solano quase vira “lanche” de sucuri após atentado contra os Leoncio

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM