Famosos

Para você, quem é melhor, Dicaprio ou Brad Pitt? Veja a trajetória dos atores e amigos

O levantamento definitivo sobre as duas estrelas mais importantes do cinema contemporâneo, Brad Pitt ou Leonardo DiCaprio?

Atenção! Você está entrando em um debate muito difícil. Se você não quer começar uma discussão eterna com amigos e familiares, é melhor sair daqui antes que o obriguemos a escolher lados em uma guerra tão desnecessária quanto irresistível: quem é o melhor ator, Brad Pitt ou Leonardo DiCaprio?

Eles são dois dos atores que mais cobriram pastas antes de se tornarem intérpretes valorizados igualmente pela crítica, público e acadêmicos.

Sua primeira colaboração só aconteceu em 2015, quando Martin Scorsese os reuniu no curta ‘The Audition’, uma diversão de quinze minutos que conta ainda com Robert De Niro.

Em 2019, e pela mão do próprio Quentin Tarantino, a sua primeira colaboração na telona chegou graças ao magnífico ‘Era uma vez em... Hollywood’, um presente para os cinéfilos que tanto DiCaprio como Pitt, souberam desfrutar e aproveitar, conseguindo o primeiro uma indicação ao Oscar de melhor ator principal e o segundo uma estatueta de melhor ator coadjuvante.

Mas agora é hora de decidir com qual ficaremos (como se fosse necessário) e, para isso, revisamos brevemente as carreiras de ambos.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Harry Styles faz história nas paradas com ‘Harry’s House’ ao redor do mundo e iguala recorde dos Beatles

· · ·

Brad Pitt

William Bradley Pitt nasceu em Shawnee, Oklahoma, em 18 de dezembro de 1963. Filho de uma secretária do ensino médio e de um dono de uma fábrica de caminhões, cresceu no Missouri. Na universidade estudou jornalismo e publicidade até que, apaixonado pelo do cinema, decidiu largar tudo e perseguir seu sonho em Los Angeles.

Depois de trabalhar como motorista e mascote no restaurante El Pollo Loco, Pitt conseguiu seus primeiros trabalhos na telinha graças a várias aparições na série ‘Dallas’. Uma infinidade de filmes de televisão depois, ele conseguiu um papel pequeno, mas essencial para sua carreira como J.D., o personagem que mudou sua vida em ‘Thelma & Louise’ (Ridley Scott, 1991).

Tom DiCillo sustentou o início de sua carreira com ‘Johnny Suede’ (1991) e ‘Legends of the Fall’ (Edward Zwick, 1994) o transformaram no fenômeno do momento. Felizmente para todos, seu talento e gosto na hora de escolher os papéis sempre esteve presente e, graças a isso, mesmo neste momento de fama explosiva ele conseguiu aparecer em títulos adequados para se defender como ator em ‘Entrevista com o Vampiro’ (Neil Jordan, 1994), ‘Sete’ (David Fincher, 1995) e ‘12 Macacos’ (Terry Gilliam, 1995), com os quais ganhou sua primeira indicação ao Oscar.

Títulos como ‘Clube da Luta’ (David Fincher, 1999), ‘Snatch Porcos e diamantes’ (Guy Ritchie, 2000), ‘Onze Homens e Um Segredo’ (Steven Soderbergh, 2001), ‘Babel’ (Alejandro González Iñárritu, 2006), ‘O Assassinato de Jesse James pelo covarde Robert Ford’ (Andrew Dominik, 2007 ) e ‘A Árvore da Vida’ (Terrence Malick, 2011) mostrou que Pitt estava longe de ser um fenômeno temporário.

Indicado novamente por ‘O Curioso Caso de Benjamin Button’ (David Fincher, 2008) e ‘Moneyball: Quebrando as Regras’ (Bennett Miller, 2011), ele recebeu seu primeiro Oscar como produtor quando ‘12 Anos de Escravidão’ (Steve McQueen , 2013) ganhou o prêmio de melhor filme do ano.

Com ‘The Big Short’ (Adam McKay, 2015), ‘Ad Astra’ (James Gray, 2019) e ‘Era uma vez em... Hollywood’ (Quentin Tarantino, 2019) em sua recente filmografia e o promissor ‘Bullet Train‘ (David Leitch, 2022) e ‘Babylon’ (Damien Chazelle, 2022) a caminho, fica claro que há Pitt ainda terá uma carreira longa.

Leonardo Dicaprio

Leonardo Wilhelm DiCaprio nasceu em Los Angeles, Califórnia, em 11 de novembro de 1974. Filho de uma secretária e de um quadrinista underground, o pequeno Leo cresceu com a mãe e, desde cedo, sabia que seu lance era interpretação.

Ele apareceu quando criança em diferentes comerciais e vídeos educativos, mas seus primeiros personagens credenciados chegaram à tela graças a séries como ‘The New Lassie’.

Todo mundo conhece seu maravilhoso lançamento teatral graças a ‘Critters 3′ (Kristine Peterson, 1991), embora seja verdade que ‘This Boy’s Life’ (Michael Caton-Jones, 1993) e ‘Who’s Eating Gilbert Grape? (Lasse Hallström, 1993) (primeira indicação ao Oscar) fez outra coisa por uma carreira que parecia destinada ao sucesso.

Pouco antes de decolar definitivamente, mas depois de se entregar à travessura ‘Don’s Plum’ (R.D. Robb) junto com seus colegas Tobey Maguire e Kevin Connolly, ‘Romeu + Julieta de William Shakespeare’ (Baz Luhrmann, 1996) abriu o caminho para a mudança de vida que a estreia de ‘Titanic’ (James Cameron, 1997) traria ao nosso protagonista.

‘A Praia’ (Danny Boyle, 2000), ‘Gangues de New York’ (Martin Scorsese, 2002), ‘Prenda-me se for capaz’ (Steven Spielberg, 2002)... DiCaprio trabalhou com os melhores e, em 2004, uma nova indicação ao Oscar por ‘O Aviador’ (Martin Scorsese) seguido por ‘Diamante de Sangue’ (Edward Zwick, 2006), ‘O Lobo de Wall Street’ (Martin Scorsese, 2013) e, finalmente, o premiado ‘O Regresso’ (Alejandro González Iñárritu, 2015).

Com títulos em seu portfólio como ‘Foi Apenas um Sonho’ (Sam Mendes, 2008), ‘Ilha do Medo’ (Martin Scorsese, 2010), ‘A Origem’ (Christopher Nolan, 2010), ‘Django Livre’ (Quentin Tarantino, 2012) e ‘Era uma vez em... Hollywood’ (Quentin Tarantino, 2019), só podemos esperar o melhor de seus projetos futuros, especialmente em ‘Killers of the Flower Moon’ (Martin Scorsese, 2022) e a já anunciada ‘Conquest’ .

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM