Entretenimento

Pantanal: entenda história do Velho do Rio

A trama do personagem vem intrigando muitas pessoas

O personagem Velho do Rio, interpretado por Osmar Prado na nova versão da novela ‘Pantanal’ exibida pela Globo, tem intrigado muitas pessoas. Afinal ele é o pai de José Leôncio, Joventino, que sumiu na mata anos atrás?

Em 1990, na primeira versão do folhetim, o autor Benedito Ruy Barbosa criou um dos personagens mais icônicos da televisão na novela ‘Pantanal’, exibida pela extinta Manchete. Interpretado por Cláudio Marzo (1940-2015), o Velho do Rio era uma entidade que cuidava do bioma e se transformava em sucuri na trama original.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Dira Paes conta como o Pantanal afetou sua vida e sua Filó na novela

· · ·

Assim como na primeira versão, o Velho do Rio aparece depois que que Joventino (Irandhir Santos) desaparece depois de ir atrás de um boi marruá (gado selvagem que vive na região) e seu corpo nunca é encontrado.

Sendo assim, podemos dizer, sim, que o Velho do Rio é o peão Joventio, pai de José Leôncio que se torna uma entidade de floresta, se transforma em sucuri e ajuda e protege os moradores do Pantanal com seus poderes ancestrais.

No entanto, não são todos os personagens que tem o privilégio de ver o Velho do Rio em sua versão humana. Pelo menos na primeira versão, Jove (Marcos Winter), neto dele, o via, e Juma (Cristiana Oliveira) não só o enxergava, como também foi criada por ele após a morte de Maria Marruá (Cássia Kiss). Xéreu Trindade (Almir Sater), peão violeiro com visões sobrenaturais, era outro que tinha contato com o ancião.

Ainda na primeira versão, José Leôncio só encontrou o pai quando morreu, no último capítulo da novela. O guardião e o filho tiveram uma conversa à margem do rio, e o idoso disse ao herdeiro que o bioma precisava de um protetor mais jovem, e passou o seu manto ao “rei do gado”.

Agora, o que nos resta é assistir à novela para saber se Bruno Luperi, autor do remake, irá seguir a mesma trama escrita por seu avô mais de 30 anos atrás.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM