Rihanna pede desculpas por usar trecho de livro sagrado do Islã em desfile de lingerie

Reprodução / BBC / Getty Images

Rihanna se desculpou após causar polêmica em seu último desfile de moda.

A diva pop despertou reações negativas na internet por usar a canção ‘Doom’, da rapper francesa Coucou Chloe, que inclui um texto muçulmano conhecido como Hadith. Segundo a BBC, Rihanna declarou que o uso da música foi "irresponsável" e um "erro honesto, mas descuidado."

Os Hadiths são coleções de textos que teriam sido ditados pelo Profeta Maomé. Depois do Alcorão, o livro sagrado do Islã, os Hadiths são vistos pelos muçulmanos como seus livros religiosos mais importantes. O verso árabe usado na música é parte de um Hadith sobre o Dia do Julgamento.

A marca de moda e beleza de Rihanna, ‘Fenty’, já foi elogiada por seu compromisso com a diversidade. Entretanto, muçulmanos questionaram o uso da faixa quando o programa de lingerie foi ao ar na Amazon Prime, no dia 2 de outubro.

A blogueira Hodhen Liaden é fã de Rihanna e de sua marca, mas sentiu que foi um erro incluir a música no programa: "O Islã não é uma estética, a religião não é uma estética." – Escreveu em sua conta oficial no Twitter.

Liaden não foi a única a se sentir desapontada com sua ídola. Arooj Aftab, também blogueira, declarou: "Quando eu vi aquele vídeo, me senti um pouco enjoada. Este é um Hadith e foi colocado em uma música em que as mulheres estão dançando em lingerie.”

Veja abaixo o trecho do desfile que causou toda a polêmica: